Noticias

18 Janeiro de 2018

Cerca de 80% dos estudantes de TI da Univates atuam em sua área de formação

A área de Tecnologia da Informação (TI), há algum tempo, está em crescente expansão. No Brasil, cerca de 1,3 milhão de profissionais atuam na área e, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, 50 mil vagas de emprego esperam por um profissional qualificado. 
 
 
O fato de a área de Tecnologia da Informação não ter regulamentação é um grande aliado para jovens profissionais, que podem atuar em sua área mesmo antes da formação. É o que acontece com cerca de 80% dos estudantes de TI da Univates. As oportunidades de emprego são um reflexo de um mercado aquecido e em constante crescimento. A expectativa é que, nos próximos quatro anos, cerca de 750 mil vagas de emprego sejam requeridas no mercado brasileiro para profissionais de tecnologia. 
 
 
Como a tecnologia da informação é semelhante no mundo todo, não existem fronteiras no mercado de trabalho. É o caso de Eduardo Augusto Lieberknecht, diplomado do curso de Engenharia de Controle e Automação pela Univates, que mora em Brisbane, na Austrália. Lieberknecht ressalta que, por não tratar de assuntos culturais nem legislativos, a tecnologia da informação consegue abranger países de todo o mundo sem ter que se adaptar à cultura local. “A grande diferença é que a área de TI é em grande parte ‘universal’, algo que se aprende no Brasil dificilmente não será válido em outra parte do mundo”, aponta.  
 
 
Ele usa como exemplo outros profissionais que, para atuarem no exterior, devem se adaptar a diversos fatores: “A psicologia, por exemplo, tem que ser aplicada na língua mãe, então dificulta mudar de país e exercer a profissão. Da mesma forma acontece com Direito. Cada país tem suas próprias leis”, finaliza. 
 
 
Texto: Leonardo Seibel
Clique para ampliar