Notícias

11 de agosto de 2017 | imprensa@univates.br

Ligação que vai além da rotina na Universidade

Mesmo que por apenas alguns minutos, Henrique e Miguel não abrem mão da rotina de almoçarem juntos na lancheria ao lado do Prédio 1 da Univates. O primeiro é professor do curso Técnico em Segurança do Trabalho, o segundo, estudante de Engenharia da Computação e desenvolvedor web da Instituição. O que os liga não é apenas a universidade ou o sobrenome Wolf, mas sim o contato que iniciou muito tempo antes, mais especificamente em 1991, quando uma nova vida dava início à relação deles de pai e filho.
 
“No momento em que viramos pai, tudo muda. Aumenta a responsabilidade e a preocupação em conseguirmos transmitir da melhor forma valores fundamentais, que norteiam a vida”, afirma Henrique ao destacar que eles sempre tiveram o hábito de dialogar muito. “Ser filho é ser parceiro, é incomodar, é viver junto, é pedir para contar uma história quando pequeno, jogar video game. Aliás, eu nunca ganhava dele, hoje a gente já empata”, brinca Miguel.
 
Engenheiro químico de formação, Henrique inicou a trajetória profissional na Instituição em 2005. Já Miguel ingressou quatro anos depois, em 2009, como bolsista. Mesmo sem uma ligação direta na rotina de trabalho, Miguel garante que a proximidade contribui no compartilhamento de ideias e opiniões. “O fato dele ser professor me dá uma abertura maior para falar sobre dúvidas acadêmicas”, conta.
 
A união entre os dois ficou ainda mais forte no ano passado, quando Miguel foi fazer intercâmbio em Portugal. Mesmo ele estando longe, Henrique ficou tranquilo, pois sabia que o filho seria “o Miguel que ele conhece”. “É um filho responsável, que não exagera, independente. Qualquer pai fica feliz com um filho assim”, afirma.
 
Aliás, o tradicional almoço, já comentado, foi ponto chave para relembrar a convivência entre eles. “Fui à lancheria sozinho e fiz o pedido que o Miguel sempre fazia. Também não pude deixar de mandar uma foto, como forma de relembrar nossos almoços e, é claro, incomodar ele, pois estava tendo dificuldades em se adaptar com a gastronomia portuguesa”, relembra rindo.
 
Sobre o tempo em que ficaram fisicamente distantes, o pai afirma: “foi um período que eu posso resumir em três fases: a saudade que tomou conta logo no início, o momento em que me acostumei e o final, em que a ansiedade tomava conta pelo retorno dele”, conta Henrique. Agora, de volta ao Brasil, eles retomaram a habitual rotina com uma mudança: uma dose extra de união e companheirismo.
 
Arte na praça especial de dia dos pais
A praça João Zart Sobrinho, a Praça do Papai Noel, no bairro Americano em Lajeado, sedia mais um Arte na Praça, neste domingo, dia 13. O evento, que tem o apoio da rádio Univates, será especial, em alusão ao Dia dos Pais. A programação que contará com venda de artesanato, brechó, sebo de livros, feira gastronômica e pocketshow com duplas de músicos formadas por pais e filhos: Solon  Chaves e Cauê, Marco Guimarães, Julia e Luisa, Clairton  e Kelly Carvalho, Odécio  Petter e Niola Petter, Déo Moraes e Bruna , e no encerramento, Max e Pedro Lima.
 
Texto: AI Univates
Clique para ampliar

Notícias Relacionadas