IMPACTOS NA FORMAÇÃO DOCENTE: PERCEPÇÕES DE UM GRUPO DE COORDENADORAS DE ÁREA DO PIBID

Jane Herber, Cristiane Antonia Hauschild, Adriana Magedanz, Flávia Zanatta, Márcia Solange Volkmer

Resumo


Ao entender a necessidade de investir na formação docente com o intuito de qualificar a educação básica em âmbito nacional, o Ministério da Educação (MEC), por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), lança, em 2007, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Desde então, o PIBID vem se firmando como política pública de formação docente e aproximando universidades e escolas para a formação qualificada de professores. Nesse sentido, este artigo objetiva socializar o resultado de uma pesquisa realizada com as coordenadoras de área do PIBID de uma Instituição de Nível Superior Comunitária, localizada no Vale do Taquari/RS. O enfoque está relacionado aos impactos do PIBID na formação inicial dos licenciandos de acordo com as percepções dos entrevistados, que responderam a um questionário semiaberto. A análise dos dados evidencia os aspectos positivos do Programa no que diz respeito à formação inicial e aponta para a necessidade de sua continuidade.

Palavras-chave


Formação; Docência; PIBID; Bolsista; Licenciatura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0882.v14i3a2017.1715

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Márcia Solange Volkmer, Jane Herber, Cristiane Antonia Hauschild, Adriana Magedanz, Flávia Zanatta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: