A ABSORÇÃO DE COBRE POR MINHOCAS DA ESPÉCIE EISENIA ANDREI EM SOLOS E HÚMUS CONTAMINADOS

Rosecler Ribeiro, Lucélia Hoehne, Wagner Manica Carlesso, Eduardo Miranda Ethur, Simone Stülp

Resumo


O cobre é um elemento essencial à vida, mas em quantidades elevadas é tóxico. Existem trabalhos evidenciando que após vermicompostagem, o cobre pode ser absorvido pelas minhocas. Além disso, estas podem servir como bioindicadores ambientais. Este trabalho teve por objetivo avaliar a absorção do cobre pelas minhocas da espécie Eisenia andrei em minhocários verticais e horizontais. As concentrações de cobre estudadas foram: 500 e 1000 mg/kg de substratos em solo com esterco e húmus com esterco. Foram avaliados parâmetros como peso das minhocas e concentração de cobre no solo. Na concentração de 1000 mg/kg, em ambos os substratos, constatou-se 90% de letalidade. Já na concentração de 500mg/kg as minhocas sobreviveram, porém o aumento de sua biomassa foi menor que as do grupo controle.

Palavras-chave


Minhocas. Húmus. Cobre. Solo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Rosecler Ribeiro, Lucélia Hoehne, Wagner Manica Carlesso, Eduardo Miranda Ethur, Simone Stülp

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: