COBERTURAS VIVAS EXTENSIVAS: ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO EM PROJETOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE E SERRA GAÚCHA

Lisandra Fachinello Krebs, Miguel A. Sattler

Resumo


Apesar do crescente interesse de profissionais e usuários pelas coberturas vivas, o Brasil não possui tradição nessa solução construtiva. O presente trabalho analisa experiências de sua utilização e aponta os principais erros a serem evitados. A pesquisa levantou um conjunto de dez obras utilizando coberturas vivas extensivas na cidade de Porto Alegre e na Serra Gaúcha, a partir da década de 70. A aplicação dessa solução mostrou-se viável para a região estudada e os resultados apontam para a necessidade de maior atenção na execução dessas coberturas. A presente pesquisa possibilita traçar um comparativo entre a bibliografia existente sobre o tema (prioritariamente internacional) e a realidade que os profissionais enfrentam localmente. Ainda, busca contribuir para a formação de um banco de dados sobre a utilização de coberturas vivas no Brasil.

Palavras-chave


sustentabilidade ambiental; construção civil; coberturas vivas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Lisandra Fachinello Krebs, Miguel A. Sattler

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: