BARREIRAS COMUNICACIONAIS NO ATENDIMENTO EM SAÚDE DA POPULAÇÃO SURDA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Deborah Aguiar da Silva, Roberto Nascimento de Albuquerque

Resumo


O estudo teve como objetivo verificar as barreiras comunicacionais e suas consequências no atendimento em saúde da população surda. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura que propôs uma reflexão sobre as dificuldades comunicacionais no atendimento em saúde por parte da população surda. Os critérios de inclusão foram: artigos publicados nos últimos 5 anos, em português, espanhol ou inglês, que contemplassem o tema proposto. Foram encontrados 387 artigos nas bases de dados selecionadas, dos quais 13 selecionados para esta pesquisa. As principais dificuldades foram a falta de conhecimento em Libras, falta de paciência dos profissionais de saúde, o desconforto e a falta de autonomia do surdo nas consultas. Frente ao exposto, torna-se necessário que os profissionais de saúde sejam capacitados em Libras para proporcionar qualidade na assistência, conforto e empoderamento ao surdo referente às demandas de saúde.

Palavras-chave


Surdez; Pessoas com Deficiência Auditiva; Barreiras de Comunicação; Assistência Integral à Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v14i3a2022.3157

Direitos autorais 2022 Roberto Nascimento de Albuquerque, Deborah Aguiar da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: