AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL: UMA PERSPECTIVA SÓCIO-HISTÓRICA PARA A ENSINAGEM DE LINGUAGENS

Caio Henriques Sica Lamas, Marcel Alvaro de Amorim

Resumo


Na tentativa de transformar as práticas de ensinagem em um recém-implantado curso Técnico em Informática para a Internet, concretizou-se a implementação de atividades em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) – Moodle – como apoio ao ensino presencial, intencionando, a partir de uma perspectiva sócio-histórica da linguagem e da aprendizagem, intensificar a interação dialógica entre o conhecimento prévio dos alunos e os novos saberes a serem construídos na sala de aula. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é ponderar sobre o primeiro semestre de implementação dessa prática no curso mencionado, analisando especificamente o modo como o Moodle foi utilizado nas disciplinas Web Design e Inglês Instrumental. Metodologicamente, realizar-se-á uma Análise Dialógica do Discurso das salas de aula virtuais dessas disciplinas, bem como dos discursos dos professores e alunos que se envolveram nessa experiência. Os resultados da pesquisa sinalizam as dificuldades encontradas pelos professores das disciplinas mencionadas na tentativa de operacionalizar a base teórico-metodológica sócio-histórica na seleção de materiais e construção das atividades que integram o AVA.

Palavras-chave


Ambiente virtual de aprendizagem; Moodle; Teoria sócio-histórica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0378.v41i1a2020.2426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Marcel Alvaro de Amorim

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: