FORMAÇÃO DE PROFESSORES: O OLHAR DE UM EGRESSO SURDO

Francisca Melo Agapito, Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen, Maria Isabel Lopes, Marcelo Franco Leão

Resumo


Este trabalho analisa as percepções de um acadêmico surdo sobre seu processo formativo no curso de Pedagogia de uma Instituição de Ensino Superior no município de Imperatriz-MA. O estudo foi embasado em autores da área de formação de professores, surdez e outros relevantes para a temática. Foi realizado entre o primeiro semestre de 2014 e o primeiro semestre de 2015. Trata-se de uma pesquisa documental e de campo, seguindo abordagem qualitativa. Nesse sentido, foi realizado um estudo de caso e os instrumentos para coleta de dados foram observação participante e entrevista semiestruturada com o pesquisado. A análise de dados se deu por meio da construção de categorias, que é a base da técnica de Análise de Conteúdo. Dessa forma, foi possível evidenciar que muitos avanços foram alcançados com a educação inclusiva e as políticas públicas, potencializando a entrada de pessoas surdas no ensino superior. Ficou perceptível, também, que ainda há a necessidade de transpor desafios, como a construção de acepções mais claras sobre a pessoa surda, sua língua e seu desenvolvimento.

Palavras-chave


Professores surdos. Formação acadêmica. Inclusão. Anos Iniciais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Francisca Melo Agapito, Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen, Maria Isabel Lopes, Marcelo Franco Leão

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: