Relações Internacionais

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 17
  • Item
    Acesso Aberto
    Born globals de base tecnológica: o perfil de internacionalização em empresas gaúchas
    (2020-11) Saatkamp, Lucas Ghilardi; Dalmoro, Marlon; http://lattes.cnpq.br/6107603513805052
    Identificou-se um comportamento diferente na internacionalização de pequenas empresas exportadoras no final dos anos 1980. Este comportamento deu origem a uma corrente de estudos sobre um fenômeno de internacionalização por pesquisadores de negócios internacionais. Assim, como objetivo geral, esta monografia propõe identificar as características do fenômeno Born Global no perfil de internacionalização de empresas de base tecnológica estabelecidas no Rio Grande do Sul. Para tal, buscou-se elencar as características dispostas na literatura internacional, assim como sua variação em diferentes casos e mercados, o que possibilitou definir os 6 pilares de internacionalização, pelos quais foram analisadas as empresas brasileiras. De forma quantitativa, a metodologia utilizada permitiu uma análise multivariada de dados. De uma população de 420 empresas sediadas no Rio Grande do Sul, obteve-se 33 respostas através do questionário aplicado com colaboradores e fundadores, entre os meses de setembro e outubro de 2020. As empresas foram agrupadas por semelhança, assim, identificou-se 5 padrões de características diferentes, os clusters. Logo, de forma hierárquica, definiu-se 5 níveis segundo a pontuação de cada empresa em seu respectivo cluster. Assim, conclui-se que as 18 empresas presentes nos 3 primeiros níveis desta análise, ou seja 54,5%, apresentam características identificadas na literatura internacional. Finaliza-se esta monografia com o perfil de internacionalização de empresas de base tecnológica têm relação direta com o histórico da empresa, experiências prévias e rede de contatos das pessoas envolvidas, com isso, é possível concluir que o modelo proposto tradicional ainda possui forte influência na internacionalização de empresas brasileiras. Apesar do Brasil ser uma economia periférica, esta monografia apresenta indícios de um caminho a ser seguido para fomentar o fenômeno Born Global de internacionalização nos ecossistemas de inovação no Rio Grande do Sul.
  • Item
    Acesso Aberto
    A projeção internacional da Turquia e seu papel na guerra da Síria
    (2020-11) Freitas, Tauana de; Ferreira, Thiago Borne; http://lattes.cnpq.br/7724402416365124
    A República da Turquia, atualmente governada pelo Presidente Recep Tayyip Erdogan, tem se destacado no sistema internacional ao se tornar um país importante para o cálculo estratégico de grandes potências como Estados Unidos, Rússia e países europeus, principalmente pelo perfil de potência regional que tem buscado desempenhar no Oriente Médio. Após anos tentando adentrar ao bloco da União Europeia, na contemporaneidade, o país mudou seus interesses para tornar-se um líder regional. Para tanto, tenta atuar como possível apaziguador dos conflitos que a região vivencia. Um dos exemplos, a Guerra da Síria, se tornou um dos confrontos mais longevos e mortais da atualidade, envolvendo inúmeros atores estatais e não-estatais e servindo de palco para a projeção de poder das grandes potências mundiais. Originou-se em 2011, por manifestações de civis na busca pela democracia no Oriente Médio na chamada Primavera Árabe, vindo a tornar-se, posteriormente, um conflito armado. Por se tratar de um país em ascensão, e que passou recentemente por mudanças internas objetivando a modernização, torna-se interessante analisar como a Turquia se posiciona política e estrategicamente na região. Assim sendo, este trabalho tem por objetivo analisar a política externa da Turquia, desde o período em que era o Império Otomano até a atualidade. Mais especificamente, busca-se compreender o papel da Turquia na Guerra Civil Síria e no sistema internacional. Após realizar uma pesquisa bibliográfica fundamentada em fontes secundárias, a hipótese de trabalho supõe que a Turquia busca obter maior influência nas regiões que a cercam aspirando participar de forma econômica e política nos Balcãs, no Mar Negro e nas repúblicas ex-soviéticas (Ásia Central, Europa e Oriente Médio) que falam turco. Ao interferir militarmente na Síria, além do objetivo de afastar o grupo étnico curdo de seu território, a Turquia também objetiva se aproximar de outros atores internacionais.
  • Item
    Acesso Aberto
    A alternância política na América Latina: a guinada da direita na Venezuela, Chile, Brasil e Argentina
    (2020-11) Corrêa, Tammy Eduarda; Ferreira, Thiago Borne; http://lattes.cnpq.br/7724402416365124
    A América Latina sofreu marcantes oscilações políticas durante as últimas três décadas. No final dos anos 1990, diversos países da região vivenciaram a chamada Onda Rosa, caracterizada pela ascensão de partidos de esquerda cuja agenda comum estava baseada na promoção de reformas sociais. Esta análise manifestou a exaustão de modelos governamentais que deram precedente à abertura do cenário político para novas administrações, com o apoio popular e o respaldo democrático. Destaca-se que os países latino-americanos, individualmente, apresentavam fortes tendências político-ideológicas guiadas por governos neoliberais como uma busca de ascensão de novas classes sociais e partidos ao poder. A partir de meados dos anos 2010, esta tendência passou a se reverter. Diversos partidos de direita chegaram ao poder na região, dando início à Maré Azul, ou Onda Conservadora. O movimento, que é composto, portanto, pela vitória de ideais de direita nos processos eleitorais, demarca os atuais partidos e lideranças no poder. Através das experiências políticas vivenciadas no continente, o presente trabalho buscou, inicialmente, analisar as diferenças existentes dentro do espectro político. Os conceitos “direita” e “esquerda”, utilizados ao longo do texto, foram abordados com a intenção de distinguir, clarificar e sintetizar o debate sobre as ideologias através das óticas da ciência política, da filosofia e das relações internacionais. Para além das propostas políticas em voga, este trabalho analisou o fenômeno da alternância política na América Latina a partir do estudo comparado de quatro casos: Venezuela, Chile, Brasil e Argentina. Os países escolhidos foram os precursores a registrarem a guinada de esquerda nos âmbitos domésticos. Em seguida, o trabalho apresentou um balanço dos processos de alternância política nos casos em questão, destacando os principais atores, partidos, e ideias que alavancaram mudanças de governo a partir do final da Guerra Fria. Foram utilizadas, fundamentalmente, fontes secundárias para a elaboração da pesquisa, cujo escopo temporal está limitado às últimas três décadas. Além da revisão bibliográfica, de artigos e de periódicos publicados sobre o tema, viu-se necessário estabelecer uma exposição histórica para o tópico. Sobretudo, foi primordial averiguar a guinada da esquerda nos Estados nacionais latinos e, posteriormente, projetar a mesma investigação detalhada nas ocorrências subsequentes que deram origem ao fenômeno da ascensão da direita.
  • Item
    Acesso Aberto
    Conflitos regionais e migrações: consequências da Guerra da Síria para a imigração na Europa
    (2019-02-27) Wiebusch, Larissa Alana; Borne, Thiago; http://lattes.cnpq.br/7724402416365124
    Tendo em vista a eclosão de uma crise migratória no ano de 2015 na Europa, tem-se por objetivo analisar as principais causas do fenômeno bem como dados atualizados a respeito destes fluxos. Tendo a Europa como principal destino, os imigrantes se viram obrigados a deixar suas casas, família e país em busca de sobrevivência, devido ao caos instaurado em países do Oriente Médio após a eclosão da Primavera Árabe, em 2011, e a guerra civil na Síria que já se estende por sete anos. Diante disso, diversos fatores serão analisados, entre eles os motivos e consequências destes fenômenos tanto para os países que recebem esta população de imigrantes e refugiados na Europa e em países vizinhos ao Oriente Médio, de que forma os países estão agindo nas fronteiras, números e dados acerca dos deslocamentos, número de mortos, principais rotas utilizadas para que as pessoas cheguem ao seu destino. O fato de a União Europeia ser responsável por abrigar o maior número de refugiados atualmente, principalmente a Alemanha, está vinculado principalmente a aceitação dos pedidos de asilo e qualidade de vida dos países desenvolvidos. Além disso, será analisado cuidadosamente o motivo pelo qual se iniciou a Primavera Árabe, a situação e a posição dos diversos países envolvidos, no que diz respeito às manifestações e protestos em diversos países do Oriente Médio. Além disso, a Síria também deve ser analisada, pelo fato de que, grande parte dos fluxos migratórios que ocorreram no mundo desde 2015 ocorreram devido ao caos instaurado no país, que há muitos anos convive com um regime ditatorial. Além disso, a disputa por territórios sírios envolve atualmente diversos grupos, entre eles rebeldes, grupos terroristas como o Estado Islâmico e diversos atores internacionais, que passam também a intervir no conflito.
  • Item
    Acesso Aberto
    Análise de discurso: o governo Donald Trump e a securitização da identidade nacional norteamericana
    (2018-08-15) Sopelsa, Tamara; Ferreira, Thiago Borne; http://lattes.cnpq.br/7724402416365124
    A ascensão de lideranças mundiais caracterizadas por possuírem um perfil populista e com propostas e projetos olhando para suas economias locais, e as suas postulações para as presidências de seus respectivos países, gerou inquietações sobre os fenômenos que garatiram tal ascensão ao poder. Nesse sentido, objetiva-se compreender e analisar os discursos do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante as eleições primárias e secundárias e suas ações até o presente momento. Busca-se compreender a concepção de identidade nacional expressa nos discursos do atual presidente estadunidense a respeito das políticas de segurança societal, referente a problemática da imigração nos Estados Unidos. Utilizando a metodologia de análise de discurso e o método desenvolvido por Norman Fairclough, chamado de Crítica do Discurso e o conceito de securitização societal desenvolvido por autores da Escola de Copenhagen, questionou-se sobre o porquê de o presidente Donald Trump utilizar o discurso anti-imigração como justificativa de proteção a identidade nacional nortemamericana? Confirmou-se as hipóteses de que a identidade norteamericana não está sendo perdida devido a entrada de imigrantes ao seu território, tampouco que estes imigrantes trazem consigo sua cultura violenta gerando, dessa forma, insegurança, e que os imigrantes roubam as vagas laborais dos americanos nativos.