Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1089
Title: Ambiente virtual de aprendizagem no ensino de genética
Authors: Teixeira, Lucicleide Carlos  Lattes
Keywords: AVA;Aneuploidias;Genética;Ensino;Tecnologia
Date of Defense: 11-Dec-2015
Issue Date: Sep-2016
Citation: TEIXEIRA, Lucicleide Carlos. "Ambiente virtual de aprendizagem no ensino de genética". 2015. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ensino de Ciências Exatas, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 11 dez. 2015. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/1089>.
Abstract: A presente dissertação discorre sobre o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem como estratégia metodológica para dinamizar o ensino de genética, considerando que os estudantes atuais são ditos nativos digitais, com habilidades de interagir em atividades que envolvam as tecnologias. Assim, justifica-se esta proposta por considerar que as Tecnologias de Comunicação e Informação adentraram na escola como recurso pedagógico de suporte para contribuir no processo de aprendizagem dos estudantes. O estudo teve como objetivo utilizar as tecnologias, especificamente do Ambiente Virtual de Aprendizagem, no ensino de conteúdos de genética. Dessa forma, as atividades planejadas envolveram estudantes da 3a Série C do Ensino Médio na EEM Filgueiras Lima, no município de Iguatu/CE, em uma prática utilizando o Ambiente Virtual de Aprendizagem www.geneticavirtual.pbworks.com. Neste espaço, foi disponibilizado links de textos, wiki e o objeto virtual, ferramentas capazes de minimizar as dificuldades da disciplina de Biologia, especialmente em relação ao conteúdo das aneuloidias. Esta investigação, quanto ao método de abordagem, caracterizou-se como pesquisa qualitativa; quanto aos objetivos, como pesquisa exploratória, e quanto aos procedimentos técnicos, pesquisa-ação. Para a execução da pesquisa foi aplicado um questionário diagnóstico inicial com questões relacionadas às TICs e ao AVA a fim de verificar os conhecimentos prévios dos estudantes da 3a série C. Os questionários foram corrigidos e os acertos considerados para interpretar quantitativamente o desempenho dos estudantes. Nestas condições, obteve-se como principais resultados: 96,3% dos estudantes possuem acesso à Internet e este acesso ocorre em suas residências (67%); dos sites mais visitados, 70,4% responderam que a preferência está vinculada a sites de entretenimento; o recurso metodológico mais usado pelo professor (29,6%) é o Datashow. Em relação ao conhecimento sobre o AVA, 44,5% dos estudantes mencionaram que não o conheciam, mas, mesmo assim, conseguiram se envolver nas atividades propostas utilizando o wiki como espaço para dialogar sobre as aneuploidias. Foi possível perceber a autonomia dos estudantes durante as atividades de intervenção, fato que fortaleceu o processo colaborativo de participação no wiki. O uso do Objeto Virtual de Aprendizagem “montando idiogramas” foi considerado o recurso mais utilizado pelos estudantes, pois facilitou a manipulação virtual das amostras de sangue, analise e resultados. Após o questionário final, 76% dos estudantes classificaram o AVA como ótimo e bom e; 83% mencionaram o Objeto Virtual “montando idiogramas” como ótimo e bom em suas aprendizagens.
This dissertation discusses the use of Virtual Learning Environment as a methodological strategy to boost genetic teaching, considering that current students are said digital natives with skills to interact in activities involving technology. Thus, justified this proposal, considering that the Communication and Information Technology stepped into school and support educational resource to contribute to the students' learning process. The study aimed to use the technologies, specifically the Virtual Learning Environment, in the genetic content of education. Thus, the planned activities involved students from 3rd Grade C high school in EEM Filgueiras Lima in the city of Iguatu/CE, in a practice using the Virtual Learning Environment www.geneticavirtual.pbworks.com. In this space was available links texts, wiki and the virtual object, tools able to minimize the difficulties of Biology, especially in relation to the content of “aneuloidias”. This investigation, as to the method of approach, characterized as qualitative research; about the objectives, such as exploratory research, and on the technical procedures, action research. For the implementation of the survey was a questionnaire initial diagnosis with issues related to Information and Communication Technology and the Virtual Learning Environment to verify the previous knowledge of students of the 3rd series C. The questionnaires were corrected and the arrangements considered to quantitatively interpret student performance. In these conditions, we obtained the following main results: 96.3% of students have access to the Internet and access this occurs in their homes (67%), the most visited sites, 70.4% answered that the preference is linked to entertainment sites; the methodological approach used by most teachers (29.6%) is the powerpoint. Regarding the knowledge of the Virtual Learning Environment, 44.5% of students mentioned that they did not know him, but still managed to get involved in the activities proposed using the wiki as a space for dialogue on aneuploidies. It was possible to realize the autonomy of the students during the intervention activities, a fact that strengthened the collaborative process of participation in the wiki. The use of Virtual Learning Object "riding idiograms" was considered the resource most used by students, since facilitated the virtual manipulation of the blood samples, analysis and results. After the final questionnaire, 76% of students rated the Virtual Learning Environment as great and good and; 83% mentioned the Virtual Object "riding idiograms" as great and good in their learning.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1089
Appears in Collections:Ensino de Ciências Exatas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015LucicleideCarlosTeixeira.pdf2,48 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons