Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1182
Title: Avaliação do pH de sabonetes líquidos manipulados em duas cidades do Vale do Taquari – Rio Grande do Sul
Authors: Valandro, Géssica
Keywords: pH;Sabonete líquido;Acne;Propionibacterium acnes
Date of Defense: 10-Dec-2015
Issue Date: Dec-2016
Citation: VALANDRO, Géssica. Avaliação do pH de sabonetes líquidos manipulados em duas cidades do Vale do Taquari – Rio Grande do Sul. 2015. Artigo (Graduação) – Curso de Farmácia, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 10 dez. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1182.
Abstract: O hábito de higienizar a pele diariamente para mantê-la com aparência saudável é indispensável e, para isso, normalmente são utilizados cosméticos constituídos de tensoativos, como os sabonetes. O pH dos produtos cosméticos variam de acordo com sua aplicabilidade, devendo ter um pH de 4,5 a 5,8, aproximando-se o máximo possível do pH da pele, impedindo que a Propionibacterium acnes, responsável pelo desenvolvimento da acne, prolifere, sendo que seu desenvolvimento pode ocorrer pelo uso de cosméticos ou produtos para higiene com pH alcalino. O presente estudo avaliou o pH de oito sabonetes líquidos manipulados em duas cidades do Vale do Taquari –RS, através do método de fita reativa e pHmetro verificando se estão em conformidade com pH da pele do rosto, já que estes não seguem os mesmos critérios de controle de qualidade exigidos pela legislação como os sabonetes líquidos industrializados. Observou-se que com a utilização da fita reativa, todos os sabonetes líquidos ficaram dentro de uma faixa de normalidade entre ácido e neutro e quando estes foram analisados com o pHmetro, apenas um ficou com pH ácido e o restante com pH alcalino. Sabendo que a maioria das farmácias de manipulação utilizam apenas a fita reativa como método analítico, verificou-se que é imprescindível a utilização do pHmetro para formular produtos com qualidade e segurança.
The habit to sanitize the skin daily to keep it looking healthy is essential and, therefore, are usually used cosmetics made up of surfactants, such as soaps. The pH of the cosmetic products vary according to its application; it must have a pH of 4.5 to 5.8, approaching the maximum pH of the skin, preventing Propionibacterium acnes, responsible for the development of acne, proliferate, being that its development may occur through the use of cosmetics or hygiene products with alkaline pH. This study evaluated the pH of eight liquid soaps handled in two cities of Vale do Taquari-RS, through reactive and pHmeter tape method checking whether they comply with facial skin pH, since they do not follow the same criteria quality control required by law as industrialized liquid soaps. It was observed that, using of reactive tape, liquid soaps were all within a range of normality between acidic and neutral, and when they were analyzed using the pHmeter, only one was at acidic pH and the balance alkaline pH. Knowing that most pharmacies only use the reactive tape as an analytical method, it was check that the use of pHmeter is essential to formulate with quality and safety.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1182
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015GessicaValandro.pdf249,83 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons