Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/122
Title: Avaliação antracológica de fragmentos de charcoal em porções do sítio arqueológico RS-T-114: um estudo multidisciplicar para a determinação de histórico ambiental
Authors: Schmidt, Elisa Ost  Lattes
Keywords: Antracologia;Estudo interdisciplinar;Sítio arqueológico;Tupiguarani;Quaternário
Date of Defense: 25-Jun-2010
Issue Date: 22-Nov-2010
Citation: SCHMIDT, Elisa Ost. "Avaliação antracológica de fragmentos de charcoal em porções do sítio arqueológico RS-T-114: um estudo multidisciplicar para a determinação de histórico ambiental". 2010. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 25 jun. 2010. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/122>.
Abstract: A antracologia é caracterizada por ser um estudo que tem como base a análise de fragmentos de material vegetal carbonizado (charcoal) resgatado em ambiente arqueológico. Considerando que as populações humanas utilizavam a vegetação disponível no entorno dos sítios arqueológicos como combustível, a avaliação desse tipo de material tem sido ferramenta importante no estudo de ambientes pretéritos, justamente representar a flora das épocas de ocupação. No presente estudo, estabeleceu-se como principal objetivo definir uma metodologia de análise antracológica interdisciplinar para um sítio arqueológico da Região do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul, Brasil. Com isto, pretendeu-se reunir informações acerca dos recursos vegetais lenhosos utilizados pela população Tupiguarani, no sítio arqueológico RS-T-114 durante um período de tempo específico do Quaternário (592±67 a 1410±115) A.P. (antes do presente), com vistas a definir padrões de uso e características ambientais locais pretéritas. A partir da análise dos fragmentos encontrados e caracterizados como sendo charcoal, foram descritos 7 (sete) morfotipos de lenhos, o que confirma a ocorrência de fogo antrópico nessa área. A avaliação interdisciplinar realizada possibilitou inferir que os lenhos encontrados são de origem angiospérmica, sendo alguns associados a Salicaceae, e que a tendência da população pré-colombiana ali registrada era a utilização de madeira morta para os seus fogos. Além disso, foi possível estabelecer a existência de duas áreas distintas no sítio, sendo uma de habitação e outra de descarte.
URI: http://hdl.handle.net/10737/122
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ElisaSchmidt.pdf6 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in BDU are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.