Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1246
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorKothe, Josué Jonas-
dc.date.accessioned2017-02-03T19:09:54Z-
dc.date.available2017-02-03T19:09:54Z-
dc.date.issued2017-01-
dc.date.submitted2015-11-17-
dc.identifier.citationKOTHE, Josué Jonas. Análise das ferramentas de proteção cambial de instituições financeiras em operações de empresas de comércio exterior. 2015. Monografia (Graduação em Administração - LFE Comércio Exterior) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 17 nov. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1246. pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10737/1246-
dc.description.abstractA volatilidade cambial vigente no cenário brasileiro exige que as empresas de comércio exterior se adaptem para garantir um desenvolvimento sustentável. Assim, esta monografia tem como objetivo analisar as ferramentas de proteção cambial (hedge) existentes nas instituições financeiras, bem como a forma que as empresas se protegeram no período de forte desvalorização cambial entre março e setembro de 2015. Para isto, focou-se nos instrumentos financeiros derivativos, além de propor simulações às empresas interessadas no âmbito de hedge com estes produtos financeiros. A metodologia deste estudo qualitativo envolvendo pesquisas exploratória e aplicada utilizou questionário de perguntas abertas destinado à empresas previamente selecionadas em cidades do Rio Grande do Sul, totalizando cerca de cinco questionários de cinco empresas de ramos diferentes, com duas delas interessadas em testar operações cambiais de proteção com derivativos. A pesquisa exploratória revelou os seguintes resultados: somente uma empresa utilizava derivativos, sendo as outras pouco usuárias ou sendo inexistente seu conhecimento no âmbito de derivativos, em que elas acabam por se proteger utilizando metódos de financiamento às exportações. A pesquisa aplicada revelou que, em um cenário de desvalorização cambial, o hedge não é necessariamente a melhor escolha para as exportações quando comparado com instrumentos bancários como ACC, porém tem resultados positivos para importações.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectVariação cambialpt_BR
dc.subjectHedgept_BR
dc.subjectDerivativospt_BR
dc.subjectComércio exteriorpt_BR
dc.titleAnálise das ferramentas de proteção cambial de instituições financeiras em operações de empresas de comércio exteriorpt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade do Vale do Taquari UNIVATESpt_BR
mtd2-br.advisor.latteshttp://lattes.cnpq.br/8388321250538978pt_BR
mtd2-br.advisor.nameTischer, Jorge André-
bdu.cnpq.areaCSApt_BR
Appears in Collections:Administração - LFE Comércio Exterior

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015JosueJonasKothe.pdf712,98 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons