Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1442
Title: Avaliação da qualidade de vida de idosos com Diabetes Mellitus e Hipertensão arterial sistêmica atendidos na Clínica Escola Univates
Authors: Marini, Aline Buffon
Keywords: Qualidade de vida;Hipertensão arterial;Diabetes Melitus
Date of Defense: 11-Dec-2015
Issue Date: Mar-2017
Citation: MARINI, Aline Buffon. Avaliação da qualidade de vida de idosos com Diabetes Mellitus e Hipertensão arterial sistêmica atendidos na Clínica Escola Univates. 2015. Artigo (Graduação) – Curso de Fisioterapia, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 11 dez. 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1442.
Abstract: Contextualização: o envelhecimento faz parte de um processo biológico, psicológico e social, e é um fenômeno crescente deste século. Com o aumento da população idosa há um aumento na busca de serviços de saúde, em decorrência de doenças como Diabetes Mellitus (DM) e a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). Estas condições impactam negativamente na qualidade de vida dos indivíduos. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida de idosos com DM e HAS que frequentam a clínica escola da Univates. Métodos: Foi realizado um estudo transversal no período entre agosto a novembro de 2015, na Clínica Escola da Univates. Para a obtenção dos dados, foram utilizados questionários com dados de identificação, sociodemográficos, e o questionário específico Whoqol-Bref. Resultado: Dos 12 indivíduos avaliados, a média de idade foi 67 anos e a maioria eram mulheres (58%), 67% eram casados. A escolaridade média foi de 6 anos, o IMC foi 30kg/cm² em média e 75% dos eram sedentários. Ainda, 4 apresentaram Diabetes Mellitus e todos os participantes apresentavam HAS. Em relação ao escore de qualidade de vida observou se que no total de participantes a pior pontuação foi no domínio físico (3±0,4) e a maior pontuação no domínio relações sociais (3,5±0,3), porém ambos são considerados regulares. Quando comparou-se o grupo que apresentava a DM+HAS com o grupo com HAS isolada, observou-se resultados semelhantes, porém sem diferenças significativas entre os grupos. Conclusão: A qualidade de vida é alterada negativamente na presença de condições crônicas.
BACKGROUND: Aging is part of a biological, psychological and social process, and is a growing phenomenon of this century. With increasing aging population there is an increase in seeking health services as a result of diseases such as diabetes mellitus (DM) and systemic arterial hypertension (SAH). These conditions negatively impact the quality of life of individuals. OBJECTIVE: To evaluate the quality of life of elderly patients with diabetes and hypertension who attend the clinic school Univates. METHODS: A cross-sectional study was conducted between August-November 2015, the Clinical School Univates. To obtain the data, questionnaires were used to identify data, sociodemographic, and the specific questionnaire WHOQOL-Bref. RESULTS: Of the 12 individuals evaluated, the average age was 67 and most were women (58%), 67% were married. The average schooling was six years, BMI was 30 kg / cm² on average and 75% were sedentary. Still, 4 had diabetes mellitus and all the participants had hypertension. Regarding the quality of life score noted that the total number of participants was the worst scores in the physical domain (3 ± 0.4) and the highest score in the field social relations (3.5 ± 0.3), but both are considered regular. When compared the group that presented the DM + SH with the group with isolated hypertension was observed similar results, but with no significant differences between groups. CONCLUSION: The quality of life is negatively altered in the presence of chronic conditions.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1442
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016AlineBuffonMarini.pdf357,23 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons