Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1579
Title: Efeitos de variantes genéticas do sistema dopaminérgico em parâmentros antropométricos e bioquímicos de indivíduos adultos
Authors: Rehfeldt, Stephanie Cristine Hepp  Lattes
Keywords: Obesidade;Receptores de dopamina;Nutrigenética;Polimorfismos genéticos
Date of Defense: 19-Dec-2016
Issue Date: Jun-2017
Citation: REHFELDT, Stephanie Cristine Hepp. "Efeitos de variantes genéticas do sistema dopaminérgico em parâmentros antropométricos e bioquímicos de indivíduos adultos". 2016. Dissertação (Mestrado) – Curso de Biotecnologia, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 19 dez. 2016. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/1579>.
Abstract: Dentre os sistemas neurais responsáveis pela ingestão dos alimentos, destaca-se a via dopaminérgica mesolímbica que, por ação da dopamina (DA), impulsiona comportamentos gratificantes como a alimentação. Sendo assim, a obesidade pode estar intimamente relacionada à capacidade individual de liberação de DA, em resposta à ingestão de um alimento palatável de alta energia. Uma vez que os receptores de dopamina D2 e D4 integram o sistema de recompensa dopaminérgico e modulam respostas DA-dependentes, variantes nos genes DRD2, ANKK1 e DRD4 representam candidatos para estudos genéticos e podem implicar diretamente na predisposição dos indivíduos a ganharem de peso no futuro. Nesse sentido, esse trabalho teve por objetivo avaliar a associação dos polimorfismos rs2283265 do gene DRD2, rs1800497 do gene ANKK1, e o VNTR de 48pb no exon III do gene DRD4 com parâmetros antropométricos e bioquímicos em uma amostra de indivíduos adultos. Após assinar o TCLE, os participantes realizaram anamnese clínica e nutricional, avaliação antropométrica e coleta de sangue. Após a extração de DNA, os polimorfismos rs2283265 e rs1800497 foram genotipados pelo sistema de discriminação alélica TaqMan, em equipamento de PCR em Tempo Real (StepOnePlus®, Applied Biosystems), de acordo com os protocolos do fabricante. Já o VNTR de 48pb no exon III do gene DRD4 foi genotipado por PCR convencional conforme protocolo descrito anteriormente por Lichter et al. (1993). Dentre os 601 participantes incluídos no presente estudo, a média de idade observada foi de 25,4 anos, sendo 74,2% da amostra pertencente ao sexo feminino. Evidenciou-se uma associação significativa entre índices de gordura corporal e o alelo de risco 7R, do polimorfismo localizado no gene DRD4, bem como entre consumo diário de carboidratos e os alelos de risco dos polimorfismos rs2283265 e rs1800497, localizados nos genes DRD2 e ANKK1, respectivamente, corroborando com a literatura existente. Além disso, os resultados encontrados indicam uma possível associação entre os níveis elevados de HDL e polimorfismos e haplótipos de risco no sistema dopaminérgico. Uma vez que não há uma hipótese biológica clara que justifique tais achados, são necessários mais estudos para comprovar o efeito desses polimorfismos.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1579
Appears in Collections:Biotecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016StephanieCristineHeppRehfeldt.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons