Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1749
Title: Ações afirmativas perante a Constituição Federal de 1988: a discriminação positiva como consagração do princípio da igualdade
Authors: Johann, Clarissa Werner
Keywords: Ações afirmativas;Discriminação positiva;Estado Democrático de Direito;Princípio da igualdade
Date of Defense: Jun-2017
Issue Date: Jan-2018
Citation: JOHANN, Clarissa Werner. Ações afirmativas perante a Constituição Federal de 1988: a discriminação positiva como consagração do princípio da igualdade. 2017. Monografia (Graduação em Direito) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, jun. 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1749.
Abstract: A discriminação social é elemento indissociável das relações humanas atuais e pretéritas, consubstanciando-se numa prática que, se não combatida, tende a se perpetuar. O Estado, nesse contexto, assume uma posição ativa, criando mecanismos em prol das minorias marginalizadas, na tentativa de corrigir as diversas formas de desigualdade que assolam a sociedade. Assim, na presente monografia será analisada a possibilidade da adoção de ações afirmativas perante a Constituição Federal de 1988, observados os princípios e fundamentos que norteiam o texto constitucional vigente, especialmente na condição de instrumento consagrador da igualdade material. Trata-se de pesquisa qualitativa, desenvolvida por meio do método dedutivo e de procedimento técnico baseado em bibliografia e documentos. Para alcançar o objetivo principal deste trabalho, o enfrentamento do tema terá início com uma abordagem acerca do Estado Democrático de Direito e seus aspectos fundamentais. Em seguida, far-se-á uma análise acerca da origem, natureza, evolução histórica das ações afirmativas, especialmente no contexto brasileiro. Por fim, examinar-se-á a recepção do instituto das ações afirmativas pela Constituição da República vigente, abordando-se os seus aspectos estruturantes, com ênfase especial ao princípio e direito fundamental da igualdade, mediante a análise de seus dispositivos legais e o posicionamento do Supremo Tribunal Federal diante do tema. Nesse sentido, conclui-se que a adoção de políticas públicas afirmativas encontra guarida na Constituição Federal, notadamente na condição de ferramenta consagradora do princípio da igualdade.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1749
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017ClarissaWernerJohann.pdf978,41 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons