Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/1923
Title: Recuperação de vigas em concreto armado utilizando polímero reforçado com fibras de carbono
Authors: Battisti, Fernando
Keywords: Reforçado;Patologias;Concreto armado;Fibras de carbono;Resistência
Date of Defense: 5-Dec-2017
Issue Date: 28-Feb-2018
Citation: BATTISTI, Fernando. Recuperação de vigas em concreto armado utilizando polímero reforçado com fibras de carbono. 2017. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 05 dez. 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/1923.
Abstract: Muitas vezes na construção civil a busca por prazos mais curtos somados a apelos econômicos fazem com que as edificações, antes mesmo de cumprirem sua função principal, apresentem manifestações patológicas. Por outro lado, a busca por novas soluções vem junto a isso, fazendo surgir novas tecnologias aplicadas a materiais e métodos. A presente pesquisa visa analisar uma moderna tecnologia do mercado, o polímero reforçado com fibras de carbono para a recuperação estrutural do concreto armado. O objetivo é avaliar o desempenho do compósito aplicado a vigas, quando solicitado a esforços de flexão simples e cisalhamento. Para isso, foram dimensionados e confeccionados corpos de prova equivalentes a vigas de concreto armado, divididas em grupos referentes a ensaios de flexão e cisalhamento. Por se tratar de uma recuperação estrutural, primeiramente, os elementos passaram por um pré-carregamento determinado; posterior a isso, foram reforçados com o compósito e por fim, sobrecarregados até seu limite de capacidade portante, onde atingiram sua ruína. A partir dos resultados obtidos com os ensaios, foi possível fazer a análise detalhada do comportamento dos elementos reforçados, assim como a correlação de dados para avaliar o ganho de resistência dos mesmos. Observou-se, que para ambos os ensaios, de flexão e cisalhamento, houve um ganho considerável em torno de 40%. Além disso, os elementos reforçados tiveram uma variação de resistência mais linear e ainda apresentaram um comportamento de ruptura específico, onde diferentemente das vigas sem reforço, não demonstravam o aumento gradativo das fissuras, e sim colapsavam repentinamente.
URI: http://hdl.handle.net/10737/1923
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017FernandoBattisti.pdf8,27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons