Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/213
Title: O ambiente de cuidado em UTI neonatal: a percepção dos pais e da equipe de saúde
Authors: Lohmann, Paula Michele  Lattes
Keywords: Meio Ambiente;Cuidado do Lactente;Equipe de Enfermagem;Pais
Date of Defense: 2-Mar-2011
Issue Date: 8-Jun-2011
Citation: LOHMANN, Paula Michele. "O ambiente de cuidado em UTI neonatal: a percepção dos pais e da equipe de saúde". 2011. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 02 mar. 2011. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/213>.
Abstract: O nascimento de uma criança é sempre um motivo para se alegrar, porém quando esta necessita de cuidados diferenciados, é motivo de preocupação para os pais. Este estudo objetivou conhecer a percepção de pais e equipe de saúde sobre o cuidado prestado à criança internada em uma Unidade de Terapia Neonatal de um hospital de médio porte localizado no interior do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa. Os informantes da pesquisa foram 9 pais de recém-nascidos internados em uma UTIN e 19 profissionais de saúde desta unidade, estes foram entrevistados e realizado análise de conteúdo temática segundo Bardin para a construção das temáticas. Em relação às percepções dos pais, os principais resultados surgidos foram sobre as orientações recebidas no momento da internação, estas referentes ao estado clínico da criança e cuidados gerais como a higiene, lavagem das mãos ao entrar na unidade, cuidados com o barulho, troca de fralda e cuidado com o coto umbilical, o prognóstico e os procedimentos, na sua maioria, orientados pelos médicos plantonistas e pela enfermagem. Estes consideram importantes as orientações, já que eles não tem conhecimento sobre o que esta acontecendo e ficam aflitos, para os pais o ambiente da UTIN, é percebido como um ambiente de rotinas, com os horários de visita e vários profissionais. Os principais dados obtidos com a equipe de saúde, primeiramente foi em relação à percepção sobre o ambiente, a maioria referiu este como sendo de alta complexidade, estressante, de apoio á família e tensa. Em relação á permanência dos pais na unidade, a maioria referiu que se sentem confortáveis e em alguns momentos desconfortáveis quando há algum procedimento, para a equipe de saúde os pais estão cientes quanto ao cuidado oferecido ao seu filho, estes referem conversar com os pais e orientá-los durante sua permanência na unidade, a freqüência das orientações como sendo todas às vezes que necessário, estas através do diálogo, escuta sensível e material educativo, como cartazes e folders. As facilidades encontradas ao orientar os pais, são a boa aceitação das orientações, a participação no cuidado, a presença na unidade e o vínculo com a equipe, e dificuldades a ansiedade, a falta de entendimento das explicações, super proteção dos pais, os horários restritos do profissional que não possibilita o encontro com os pais e a necessidade de um manual de rotinas para os mesmos. O ambiente de cuidado, desenvolvimento inicial da criança, a UTIN, deverá estar pautado no cuidado integral à ele e sua família, auxiliando na formação do vínculo entre eles.
URI: http://hdl.handle.net/10737/213
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PaulaLohmann.pdf402,62 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in BDU are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.