Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2146
Title: Influência da paisagem na oviposição de borboletas da tribo heliconiini (Lepidoptera: Nymphalidae)
Authors: Schmidt, Camila Angélica  Lattes
Keywords: Passifloraceae;Heliconiinae;Bioma Mata Atlântica
Date of Defense: 11-Jan-2018
Issue Date: 1-Aug-2018
Citation: SCHMIDT, Camila Angélica. "Influência da paisagem na oviposição de borboletas da tribo heliconiini (Lepidoptera: Nymphalidae)". 2018. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 11 jan. 2018. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/2146>.
Abstract: As espécies da tribo Heliconiini (Lepidoptera: Nymphalidae) são especialistas na oviposição e forrageamento em espécies do gênero Passiflora L. (Passifloraceae). Apesar de serem bem conhecidas em termos taxonômicos, evolutivos e ecológicos, não se tem informações sobre a relação entre a paisagem em que a planta hospedeira está inserida e o comportamento de oviposição dessas espécies. O objetivo deste trabalho foi verificar a influência dos tipos de estruturas paisagísticas sobre as preferências de oviposição das espécies da tribo Heliconiini em áreas fechadas, áreas semiabertas e áreas abertas. Espécimes de Passiflora misera Kunth foram inseridos em cinco áreas fechadas, cinco áreas semiabertas e cinco áreas abertas, totalizando 15 pontos experimentais. As plantas foram inspecionadas à procura de ovos semanalmente de dezembro de 2016 a abril de 2017. Todos os ovos foram contabilizados, coletados e criados em laboratório. Os dados foram analisados através de uma ANOVA de dupla entrada. Verificou-se que a estrutura paisagística influencia de forma significativa o comportamento de oviposição dos heliconíneos. Heliconius erato (Fabricius, 1775) está fortemente relacionada a áreas fechadas, Dryas iulia (Cramer, 1779) oviposita mais frequentemente em áreas semiabertas, Agraulis vanillae Stichel, 1908 oviposita majoritariamente em áreas abertas e a mariposa Scea auriflamma (Geyer, 1827) oviposita de forma semelhante em áreas fechadas e semiabertas, mas não oviposita em áreas abertas. Possíveis explicações para o padrão de oviposição observado são a estrutura vegetal presente no ambiente que pode facilitar ou dificultar a localização da planta hospedeira. Nestas circunstâncias, H. erato é beneficiada por sua alta capacidade visual, mais aguçada se comparada a outros lepidópteros, podendo encontrar a planta com eficiência, e podendo utilizá-la com menor pressão de competição inter-específica. Por outro lado, diferentes estruturas paisagísticas conferem diferentes condições e recursos, que são limitantes para H. erato, D. iulia e S. auriflamma. Assim, conclui-se que a oviposição de espécies de Heliconiini está diretamente relacionada com a paisagem na qual a planta hospedeira está inserida.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2146
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018CamilaSchmidt.pdf2,48 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons