Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2355
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFlores, Pedro Harry Dias-
dc.date.accessioned2019-02-05T19:55:31Z-
dc.date.available2019-02-05T19:55:31Z-
dc.date.issued2019-01-24-
dc.date.submitted2018-12-07-
dc.identifier.citationFLORES, Pedro Harry Dias. Da abolição da escravatura ao impeachment de Dilma Rousseff: uma viagem pelas páginas seculares de O Taquaryense, o último moicano da tipografia. 2018. Monografia (Graduação em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 07 dez. 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2355. pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10737/2355-
dc.description.abstractFundado em 31 de julho de 1887, o jornal O Taquaryense nasceu do idealismo de um jovem de 22 anos, Albertino Saraiva. Do prelo da antiga revista paulista A Propaganda, surgiu à luz da publicidade na época em que vigorava no Rio Grande do Sul a imprensa político-partidária. Em seus primeiros passos, entretanto, conservou-se alheio às lutas políticas, tornando-se mais tarde órgão do Partido Republicano, condição que manteve até a década de 1930, quando o declínio desse regime o obrigou a se reinventar. Desde então, circula como folha independente. Fiel à tipografia, ainda é montado letra por letra e rodado numa impressora Marinoni, comprada do Correio do Povo no início do século XX. Ostenta o título de segundo jornal mais antigo em atividade no Estado, sendo o sexto mais longevo do país. Um profundo mergulho na história desse periódico singular é o que se propõe a fazer o presente trabalho. Qual o papel desempenhado por O Taquaryense dentro da imprensa político-partidária? Como ele se reformulou ao término dessa fase para chegar até os dias atuais? De que forma as transformações do jornalismo o impactaram ao longo dos tempos? São perguntas a que esta pesquisa buscará responder, com o objetivo de demonstrar a importância e a contribuição de O Taquaryense para a imprensa. Este estudo é de cunho qualitativo e se define como exploratório e descritivo, concretizando-se por meio de levantamento bibliográfico e documental e de entrevistas com pessoas ligadas à história que será contada.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectO Taquaryensept_BR
dc.subjectHistória da imprensapt_BR
dc.subjectJornalismo impressopt_BR
dc.titleDa abolição da escravatura ao impeachment de Dilma Rousseff: uma viagem pelas páginas seculares de O Taquaryense, o último moicano da tipografiapt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade do Vale do Taquari - Univatespt_BR
mtd2-br.advisor.latteshttp://lattes.cnpq.br/1042871202530106pt_BR
mtd2-br.advisor.nameBehs, Micael Vier-
bdu.cnpq.areaCSApt_BR
Appears in Collections:Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018PedroHarryDiasFlores.pdf2,37 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons