Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2468
Title: Formação de Educadores Ambientais(FEA) no Programa Cultivando Água Boa da Bacia Hidrográfica Paraná III: o processo de construção e as interações como potências para a governança ambiental comunitária
Authors: Klunk, Luzia  Lattes
Keywords: Política Nacional de Educação Ambiental;Formação de Educadores Ambientais;Programa Cultivando Água Boa;National Policy of Environmental Education;Education of Environmental Agents;Cultivating Good Water Program
Date of Defense: 17-Jan-2019
Issue Date: 2-Apr-2019
Citation: KLUNK, Luzia. "Formação de Educadores Ambientais(FEA) no Programa Cultivando Água Boa da Bacia Hidrográfica Paraná III: o processo de construção e as interações como potências para a governança ambiental comunitária". 2019. Monografia (Doutorado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 17 jan. 2019. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/2468>.
Abstract: Considera-se como um desafio em educação ambiental formar sujeitos articuladores de uma governança ambiental comunitária a partir de processos de educação e comunicação ambiental, o que está sendo enfrentado no Programa Cultivando Água Boa (CAB) na Bacia Hidrográfica Paraná III, no oeste do Paraná, por meio da Formação de Educadores Ambientais (FEA). O FEA guia-se pelo Programa de Formação de Educadores Ambientais (PROFEA), publicado pelo Ministério do Meio Ambiente. É uma das linhas do Programa Nacional de Educação Ambiental, que decorre da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA). O objetivo geral desta pesquisa se propôs a investigar os elementos que constituem uma padronagem de educação ambiental praticados no FEA/CAB. O método da pesquisa é bibliográfico, documental e de campo, com viés qualitativo. Como resultados verificam-se elementos relacionados a dois eixos, cada um com duas dimensões. Em relação ao eixo de construção, o processo coletivo do CAB e do educador ambiental do programa enquanto sujeito, foram determinantes para seu enraizamento. No eixo interação, a participação ativa e as trocas de saberes entre seus membros, fundamentaram as redes de relações que são amplas e fortalecidas no CAB. Os dois eixos, suas categorias e subcategorias sustentam a governança ambiental comunitária, sendo ela um processo de construção de cidadania e sustentabilidade local a partir de um programa socioambiental e de sujeitos ecológicos e da interação entre os diversos setores e segmentos que o integram, alicerçados na participação e nas trocas de saberes.
Educating agents who articulate community environmental governance based on education and environmental communication processes is considered a challenge in environmental education. This is what Programa Cultivando Água Boa (CAB - Cultivating Good Water Program), in the Paraná River Basin III, western Paraná, seems to be facing with the Formação de Educadores Ambientais (FEA - Education of Environmental Agents). FEA is guided by Programa de Formação de Educadores Ambientais (PROFEA - Program for the Education of Environmental Agents), published by the Ministry of the Environment. It is one of the lines of the National Program for Environmental Education, which derives from the National Policy of Environmental Education (PNEA). The overall aim of this study is to investigate the environmental education standard practiced by FEA/CAB. The methodology is bibliographical, documental, and field research, with a qualitative slant. Elements related to two axes were observed as results, each one with two dimensions. One is the construction axis, in which the collective process of building CAB and educating environmental agents as actors in this project were determining for its consolidation. In the interaction axis, the active participation and exchanging of knowledges among its members have substantiated broad and strengthened relationship networks in CAB. Both axes, their categories and subcategories, support community environmental governance, which is a process of building citizenship and local sustainability of a socio-environmental program and of ecological actors, as well as the interaction between the several sectors and segments that comprise this process, which is anchored on participation and knowledge exchange.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2468
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019LuziaKlunk.pdf4,36 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons