Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/2571
Title: Comportamento do consumidor: fatores que influenciam moradores de Lajeado a ter ou não um seguro de automóvel
Authors: Stefani, Débora Helena
Keywords: Segurado;Seguro de automóvel;Corretor;Seguradora;Fatores pessoais;Processo de compra
Date of Defense: 5-Jun-2019
Issue Date: May-2019
Citation: STEFANI, Débora Helena. Comportamento do consumidor: fatores que influenciam moradores de Lajeado a ter ou não um seguro de automóvel. 2019. Monografia (Graduação em Administração - LFE Administração de Empresas) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 05 jun. 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2571.
Abstract: A atividade seguradora no Brasil teve início em 1808, com a primeira companhia de seguros chamada “Seguros Boa-Fé”, criada com o intuito de operar no seguro marítimo e era regulada por leis portuguesas. As primeiras sucursais de seguros não obrigatórios foram sediadas no exterior por volta de 1862, e era para elas que os prêmios cobrados por cada seguro eram direcionados, somente em 1895 foi promulgada a Lei no 294 que determinava que os recursos dos prêmios cobrados pelas seguradoras brasileiras tivessem seus recursos aplicados no Brasil. A presente monografia tem como objetivo geral identificar os fatores levados em consideração e quais deles são determinantes para a contratação de um seguro de automóvel. Para aproveitar as oportunidades deste mercado em expansão é fundamental que o corretor\banco conheça muito bem o perfil dos seus clientes e saiba quais são os fatores que os mesmos consideram importantes ou não na hora de contratar um seguro de automóvel. A pesquisa teve seu embasamento teórico descrito por diversos autores, apresentando conceitos dentro da área de marketing, como: caracterização de serviço, marketing de serviços, marketing de seguros, perfil do consumidor, comportamento do consumidor, fatores sociais e fatores pessoais. O estudo foi formado por duas etapas: a primeira, exploratória e qualitativa e a segunda etapa, descritiva e quantitativa. A pesquisa foi aplicada no período de 29/03/2019 a 08/04/2019, por meio da técnica de amostragem não probabilística por conveniência. Foi realizada a aplicação de um questionário para uma amostra de 80 pessoas, estas deveriam residir em Lajeado/RS e possuir ao menos um automóvel, com objetivo específico de verificar seus perfis, identificar quais são os fatores levados em consideração na hora de adquirir um seguro de automóvel e identificar também quais os fatores que são levados em consideração quando os pesquisados optam em não ter um seguro de automóvel. Os resultados permitem perceber que o perfil dos pesquisados na sua maioria é de homens, com idades entre 35 a 40 anos, casados, com Ensino Superior Completo, cuja ocupação profissional dominante é a de funcionários de empresas privadas, prevalecendo a renda familiar de dois a quatro salários mínimos. Alguns dos fatores que são levados em consideração na hora de adquirir um seguro são cobertura total, cobertura para terceiros e danos corporais. Quando os pesquisados optam em não ter um seguro de automóvel, na sua maioria, são por questões financeiras.
URI: http://hdl.handle.net/10737/2571
Appears in Collections:Administração - LFE Administração de Empresas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019DeboraHelenaStefani.pdf1,4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons