Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/284
Title: Produtores rurais orgânicos de Antônio Prado e Ipê, Rio Grande do Sul: analisando condições de sustentabilidade
Authors: Bertuzzi, Idelmar  Lattes
Keywords: Sustentabilidade;Produção Orgânica;Desenvolvimento Rural;Antônio Prado;Ipê
Date of Defense: 26-Sep-2012
Issue Date: 11-Dec-2012
Citation: BERTUZZI, Idelmar. "Produtores rurais orgânicos de Antônio Prado e Ipê, Rio Grande do Sul: analisando condições de sustentabilidade". 2012. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 26 set. 2012. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/284>.
Abstract: A pesquisa apresenta uma análise qualitativa das condições de sustentabilidade da produção orgânica praticada em unidades familiares localizadas nos municípios de Antônio Prado e Ipê, interior do estado do Rio Grande do Sul. O referencial teórico-metodológico embasou-se em estudo sobre desenvolvimento e sustentabilidade, bem como na utilização de entrevistas semiestruturadas e observações a campo, para analisar condições de sustentabilidade ambiental, econômica e sociocultural das propriedades rurais orgânicas. Os atributos da sustentabilidade: produtividade, entendida como a eficiência do sistema, e estabilidade, refletindo na fragilidade e resiliência como sinônimo de equilíbrio do sistema se constituem no fio condutor da investigação acerca da sustentabilidade. Na dimensão ambiental - atributo produtividade - os agricultores estão atentos às práticas conservacionistas. O atributo estabilidade indica que os agricultores respeitam a destinação de espaços para APP e RL. No atributo resiliência, o indicador diversificação do sistema produtivo demonstra que as propriedades rurais orgânicas pesquisadas contam com uma variedade diversificada de espécies, destacando-se a produção de uva. Na dimensão econômica, o atributo produtividade indica que as cinco propriedades não contam com cultivos convencionais há pelo menos seis anos. No atributo estabilidade, o indicador diversidade econômica demonstra que os canais de comercialização são diversificados e a renda provém, em grande parte, da comercialização dos produtos orgânicos. No atributo resiliência, o indicador autonomia tecnológica e produtiva aponta para uma demanda considerável por insumos externos à propriedade. Na dimensão sociocultural - atributo produtividade - verificou-se que todos os agricultores mantêm vínculos de trabalho com sua associação e cooperativa. No atributo estabilidade, o indicador qualidade de vida aponta que a atividade na agricultura orgânica contribuiu para uma melhora do bem estar das famílias. O atributo resiliência, por meio do indicador capacitação, demonstra que a participação em cursos de distintas áreas é frequente entre os entrevistados. O acesso à informação é bem diversificado e conta com variados meios de comunicação. Constata-se, por fim, que a trajetória dos agricultores em conjunto com sua associação e cooperativa contribuiu para a adoção do sistema orgânico e para seu melhoramento ao longo dos anos do ponto de vista da sustentabilidade.
URI: http://hdl.handle.net/10737/284
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IdelmarBertuzzi.pdf797,12 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons