Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/290
Title: Distribuição da avifauna em ambientes fragmentados de Floresta Ombrófila Mista na Bacia Hidrográfica do Rio Forqueta, RS, Brasil
Authors: Mohr, Luciane Rosa Da Silva  Lattes
Keywords: Aves;Araucária;Matriz;Degradação ambiental
Date of Defense: 14-Nov-2012
Issue Date: 1-Mar-2013
Citation: MOHR, Luciane Rosa Da Silva. "Distribuição da avifauna em ambientes fragmentados de Floresta Ombrófila Mista na Bacia Hidrográfica do Rio Forqueta, RS, Brasil". 2012. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 14 nov. 2012. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/290>.
Abstract: A fragmentação e degradação dos habitats são as maiores ameaças à avifauna. A agricultura e pecuária alteraram a região de estudo, localizada em Soledade/RS, ao norte da Bacia Hidrográfica do Rio Forqueta (BHRF). Esta era originalmente coberta por campos e fragmentos de Floresta Ombrófila Mista (FOM). Os fragmentos estão reduzidos, invadidos pelo gado e dispostos em uma matriz de vegetação, em maioria, diferente da original. Esta pesquisa objetivou avaliar a distribuição, diversidade e composição da riqueza de aves em fragmentos de FOM e suas respectivas áreas de borda e matriz, na BHRF, bem como analisar a distribuição da abundância e guildas alimentares de aves nestes ambientes. Foram identificadas, também, as variáveis da paisagem que influenciam na distribuição da abundância e riqueza. Foram analisados nove fragmentos e suas áreas de matriz, nos quais as aves foram amostradas em pontos, sem raio definido, durante 10 minutos. Foram avaliados um ponto em cada área de matriz, um em cada área de borda e dois pontos no interior dos fragmentos, sendo duas amostragens realizadas na primavera/2011 e duas no verão/2012. Foram identificadas taxonomicamente 125 espécies de aves, destas 12 são migratórias e duas constam como prioritárias para a conservação. A maioria das espécies teve uma baixa frequência de ocorrência. As áreas de matriz registraram maior riqueza e abundância em relação a outros ambientes estudados, e essas diferenças foram significativas em relação à riqueza (H=10; P<0,05) e abundância (H=12,9; P<0,05). Em relação à diversidade as áreas de borda diferiram significativamente dos demais ambientes (F=4,95; GL=2; P<0,05). As análises de escalonamento multidimensional não-métricas (NMDS) revelaram, para riqueza e abundância, com ou sem espécies generalistas, que as aves ocorrem nas bordas e no interior dos fragmentos de forma semelhante. Assim, as aves que ocorrem nas áreas de matriz se diferenciam das que ocorrem nos demais ambientes, conforme esperado. A análise das métricas da paisagem revelou que a abundância das aves está mais fortemente relacionada com as métricas dos fragmentos do que a riqueza. Em relação à análise das guildas alimentares, as mais representativas foram as dos insetívoros, onívoros e granívoros, sendo que os insetívoros se destacaram em relação à riqueza (em todas as áreas) e à abundância (na borda e no interior dos fragmentos). Os granívoros foram mais abundantes nas áreas de matriz. Apenas quatro espécies consideradas de hábitos florestais foram registradas. As áreas de matriz podem funcionar como uma barreira para estas aves. Algumas aves de áreas abertas parecem se beneficiar dos fragmentos, pois 48 espécies foram registradas na matriz e nos outros ambientes também. Por outro lado, algumas espécies de áreas abertas, dependentes da heterogeneidade natural dos campos, como Xanthopsar flavus, espécie registrada prioritária para a conservação, estão também ameaçadas localmente, principalmente devido às 8 monoculturas. Os resultados mostram que os fragmentos analisados não são capazes de sustentar uma diversidade de aves de hábito florestal, isso porque se encontram degradados. Sendo assim, o presente estudo reitera a necessidade de investimentos nas medidas de recuperação e conservação de habitat para a manutenção da biodiversidade.
URI: http://hdl.handle.net/10737/290
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LucianeMohr.pdf1,42 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons