Fundos de pensão brasileiros: um estudo das características dos órgãos de governança

Imagem em miniatura
Data
2019-11
Autores
Kerber, Tatiana Karine
Título do periódico
ISSN
Título do Volume
Editor
Resumo
Tendo em vista o aumento da população idosa no Brasil, o sistema de Previdência Social está passando por reformas. A fim de garantir uma aposentadoria que atenda minimamente as necessidades na terceira idade, a população busca aderir a planos de benefícios complementares. Porém, muitas Entidades Fechadas de Previdência Complementar apresentam déficits, que podem ser consequência da má gestão destas organizações. Assim, esta monografia tem como objetivo verificar se as características dos órgãos estatutários exercem influência sobre a rentabilidade dos investimentos dos fundos de pensão brasileiros. A população deste estudo são as Entidades Fechadas de Previdência Complementar brasileiras. Participaram da pesquisa os dez maiores fundos de pensão brasileiros classificados pelo valor do ativo, que foram analisados no período de 2010 a 2018. A metodologia deste estudo é qualitativa, pois foram verificados dados relativos às características dos membros, como grau de instrução, área de formação, mandatos, representatividade e doações. Esta coleta de dados foi aplicada a gestores da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal. A pesquisa revelou que, aproximadamente, 73% dos gestores possuem formação de nível superior. As doações realizadas a candidatos políticos ocorreram em montante maior por parte de dirigentes eleitos por participantes e assistidos. Todos os fundos apresentaram rentabilidade média negativa. No período estudado, as características do órgão estatutário não foram determinantes para o desempenho dos investimentos das entidades. Já a economia do país pode ter impactado de forma significativa no retorno do capital investido das EFPCs.
Descrição
Palavras-chave
Entidades Fechadas de previdência complementar, Características, Governança, Doações, Rentabilidade
Citação
KERBER, Tatiana Karine. Fundos de pensão brasileiros: um estudo das características dos órgãos de governança. 2019. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 03 dez. 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/2997.