Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/3018
Title: Análise de diferentes tipos de recuperação em vigas de concreto armado comprometidas pelo esforço de cisalhamento
Authors: Dall’ Agnol, Marco Antônio
Keywords: Reforço;Recuperação;Cisalhamento;Estribo argamassado;Chapa metálica;Fibra de carbono
Date of Defense: 3-Dec-2020
Issue Date: Nov-2020
Citation: DALL’ AGNOL, Marco Antônio. Análise de diferentes tipos de recuperação em vigas de concreto armado comprometidas pelo esforço de cisalhamento. 2020. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 03 dez. 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/3018.
Abstract: Com o aprimoramento das metodologias de dimensionamento do concreto armado, visando otimizar o consumo de matéria prima e construir estruturas cada vez mais esbeltas, se faz necessário um melhor controle desde o dimensionamento até a execução da estrutura. Sendo que qualquer equívoco ou defeito no material utilizado, por mínimo que seja, pode acarretar alguma falha grave na estrutura. Nesse contexto, o objetivo do estudo é avaliar o desempenho de diferentes reforços estruturais quanto ao esforço de cisalhamento em vigas de concreto armado, a fim de corrigir deficiências na estrutura de uma viga que está sendo acometida por esforço cisalhante, ou mesmo reforçar uma viga que terá uma mudança em sua solicitação. Para o estudo foram confeccionadas oito vigas de concreto armado e dez corpos de prova cilíndricos para avaliar a resistência do concreto. Duas vigas são para testemunho (VT) e o restante dividido em três grupos para os diferentes tipos de reforço, sendo as vigas de seção 100x15x10cm reforçadas com estribos argamassados (VREA), chapas metálicas (VRCM) e fibra de carbono (VRFC). As seis vigas que receberam o reforço sofreram pré-carga no ensaio de flexão a quatro pontos aos 14 dias de idade até atingirem seu Estado Limite de Serviço (ELS), sendo reforçadas em seguida, para aos 28 dias de idade serem submetidas novamente ao ensaio de flexão a quatro pontos, para desta vez atingirem seu Estado Limite Último (ELU). Os dados analisados sobre cada grupo de reforço/recuperação se referem ao grau de dificuldade de aplicação in loco e aos ganhos de resistência em relação ao grupo testemunho. Todos os reforços se mostraram eficazes na recuperação de vigas comprometidas ao esforço de cisalhamento. O grupo reforçado com fibra de carbono (VRFC) demonstrou a melhor performance quanto ao ELS, com um aumento de resistência ao cisalhamento de mais de 30%, em relação a completa ruína da viga de concreto armado. O grupo reforçado com chapa metálica (VRCM) levou ligeira vantagem sobre as demais, com um aumento de cerca de 20% ao ELU.
URI: http://hdl.handle.net/10737/3018
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020MarcoAntonioDallAgnol.pdf3,22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons