Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/313
Title: Utilização da torta do filtro de branqueamento de gordura animal como matéria-prima para produção de blocos cerâmicos
Authors: Jung, Pedro Henrique
Keywords: Resíduo sólido industrial;Argila ativada ácida;Blocos cerâmicos;Corpos de prova
Issue Date: 7-Jun-2013
Abstract: O presente trabalho propõe a utilização de um resíduo sólido industrial como matéria-prima alternativa para a fabricação de blocos cerâmicos. O resíduo escolhido para o estudo é gerado em indústrias de sabões e sabonetes, é conhecido como torta de filtro do branqueamento (TFB), originado de uma argila ativada ácida usada como adsorvente na clarificação de gorduras animais e é classificado como resíduo não perigoso classe IIA – Não inerte. As matérias-primas utilizadas foram caracterizadas quanto à composição química, mineralógica e granulométrica. Neste estudo, foram realizadas em laboratório formulações com 0%, 5%, 10%, 15% e 20% em peso de resíduo, para obtenção dos corpos de prova conformados em prensa hidráulica uniaxial, os mesmos foram queimados em forno tipo mufla na temperatura de 950 ° Foram analisadas as seguintes propriedades C. tecnológicas: retração linear de queima, absorção de água, porosidade aparente e ensaios de resistência mecânica com ruptura à flexão em quatro pontos. Os resultados obtidos permitem concluir que a adição de resíduo TFB na massa cerâmica afeta a qualidade dos produtos gerados. Houve um considerável aumento na retração linear de queima, absorção de água e na porosidade aparente, além de diminuir a resistência mecânica para todas as formulações estudadas. Contudo, o uso do resíduo em teores de 5% e 10% em peso são viáveis, por apresentarem todos os parâmetros tecnológicos físicos e mecânicos dentro do exigido em norma. Quanto ao aspecto ambiental, as amostras foram submetidas a ensaios de solubilização onde os resultados demonstraram que em todas as composições utilizadas houve uma inertização dos compostos que estão em excesso no resíduo bruto, classificando os corpos cerâmicos produzidos segundo a NBR 10.004 em não perigosos classe IIB - Inertes, possibilitando a incorporação sem acarretar perigo ao meio ambiente.
URI: http://hdl.handle.net/10737/313
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PedroJung.pdf20,04 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons