Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/3137
Title: Desconstrução da cultura machista como pressuposto para efetivar a prevenção da violência contra a mulher: um olhar da rede de enfrentamento de Lajeado/RS
Authors: Eibel, Kelem Daiane
Keywords: Desconstrução da Cultura machista;Equidade de gênero;Redes de Enfrentamento à violência contra a mulher;Responsabilização do agressor;Violência contra a mulher
Date of Defense: 15-Jul-2021
Issue Date: Jun-2020
Citation: EIBEL, Kelem Daiane. Desconstrução da cultura machista como pressuposto para efetivar a prevenção da violência contra a mulher: um olhar da rede de enfrentamento de Lajeado/RS. 2021. Monografia (Graduação em Direito) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 15 jul. 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/3137.
Abstract: O presente estudo analisa a perpetuação da cultura machista enraizada na sociedade, como base da persistência da violência contra a mulher. Assim, este estudo monográfico tem como objetivo investigar formas de desconstrução da cultura machista como pressuposto fundamental de efetividade da prevenção à violência contra a mulher, com foco nos mecanismos utilizados pela Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher em Lajeado/RS. Trata-se de uma pesquisa quali- quantitativa, realizada por meio do método dedutivo, com instrumentais técnicos bibliográficos, documentais, com enfoque em estudo de caso. Inicia com um resgaste histórico da dominação masculina, que resulta na cultura machista, o fator determinante da violência de gênero. Na sequência, trata das estratégias de enfrentamento à violência contra a mulher e, por último, aborda as articulações em Rede, para efetivar a segurança da mulher por meio da responsabilização do agressor, no que tange aos programas de reeducação e reabilitação, visando ressignificar as masculinidades tóxicas. Concluindo que os mecanismos utilizados pela Rede auxiliam na desconstrução da cultura machista e na consequente efetivação da prevenção à violência contra a mulher, consoante a realização das ações que contemplam os autores da violência doméstica. O advento da Lei n° 13.984/2020 é mais um item no rol das medidas protetivas de urgência, porque assegura a participação do agressor nos programas socioeducativos, contribuindo com os mecanismos da Rede, acelerando o processo de desconstrução da cultura machista, à medida que as ações passam a ser realizadas.
URI: http://hdl.handle.net/10737/3137
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020KelemDaianeEibel.pdf3,66 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons