Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/403
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorVian, Camila-
dc.date.accessioned2014-03-25T14:52:56Z-
dc.date.available2014-03-25T14:52:56Z-
dc.date.issued2014-03-25-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10737/403-
dc.description.abstractO presente trabalho de conclusão do curso de Psicologia busca uma problematização dos conceitos de família e infância, de forma a colocar em discussão como os mesmos se movimentam no campo da saúde mental e como conformam práticas de cuidado com crianças em sofrimento psíquico. A partir do processo da Reforma Psiquiátrica, percebe-se que a família foi “convocada” a participar das novas práticas de cuidado. Quando se fala em infância, esta responsabilidade se amplia, pois ainda estamos falando de crianças sob a tutela de alguém. Desta forma, esta pesquisa visou à problematização dos discursos sobre família e infância que circulam entre os profissionais do CAPSi Crescer, situado no município de Lajeado - RS. De forma a colocar estes assuntos em discussão, foram realizados dois grupos focais de cinquenta minutos cada um, podendo perceber como a família e a infância são compreendidas neste campo. Os materiais coletados nos grupos foram discutidos a partir da análise de discurso de Michel Foucault. Esta compreensão auxiliou a perceber a família e a infância a partir de discursos construídos historicamente, presos a relações de poder/saber, os quais permanecem vivos nas práticas de cuidado. Desta forma, procurou-se compreender como os discursos produzem os sujeitos da saúde mental e as práticas de cuidado destinadas a eles. Além disso, foi possível ampliar a noção de família para uma função de cuidador, podendo perceber isso em diferentes vértices, como por exemplo, na relação dos profissionais com as crianças em sofrimento psíquico. A infância também pode ser percebida a partir de uma potencialidade “viva”, e não por vir, como futuro a ser alcançado.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectFamíliapt_BR
dc.subjectInfânciapt_BR
dc.subjectDiscursopt_BR
dc.subjectSaúde Mentalpt_BR
dc.titleDo conceito de família ao de cuidador: problematizando as práticas em saúde mental para a infânciapt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
mtd2-br.advisor.nameCoelho, Débora de Moraespt_BR
bdu.cnpq.areaCHpt_BR
dc.rights.accessopenAccess
Appears in Collections:Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CamilaVian.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons