Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/61
Title: Efeito do pastejo sobre a composição e estrutura da vegetação de um banhado no município de Estrela-RS
Authors: Spellmeier, Jaqueline
Keywords: Florística;Fitossociologia;Banhado;Estrela, RS
Date of Defense: 19-Sep-2008
Issue Date: 14-Jan-2009
Citation: SPELLMEIER, Jaqueline. "Efeito do pastejo sobre a composição e estrutura da vegetação de um banhado no município de Estrela-RS". 2008. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 19 set. 2008. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/61>.
Abstract: Banhados são áreas permanente ou temporariamente alagadas, com alta diversidade biológica, que podem funcionar como um sistema de armazenamento de água e tamponamento climático de uma região. Assim como no resto do país, no Rio Grande do Sul estes ambientes ainda vêm sofrendo uma série de impactos que reduziram drasticamente sua área total. A área de estudo foi um banhado localizado em Arroio do Ouro, zona rural do município de Estrela, RS, com 1.420 metros de extensão e largura variando entre 50 e 106 metros, que cruza várias propriedades. O trabalho visou identificar a composição florística e a fitossociologia do banhado. Para a análise florística foram realizadas excursões mensais, de agosto/2006 a agosto/2007, em toda a extensão do banhado, desde a borda (área menos úmida) até o centro (área verdadeiramente aquática). Nessas excursões foram coletados materiais botânicos em estágio reprodutivo das espécies vasculares encontradas. O material coletado foi desidratado, herborizado, identificado e incorporado ao acervo do Herbário (HVAT) do Museu de Ciências Naturais da UNIVATES. Como resultado, foram identificadas 145 espécies pertencentes a 44 famílias botânicas. As famílias com maior número de representantes foram: Asteraceae, com 27 espécies (18,62%), Poaceae com 22 espécies (15,17%) e Cyperaceae com 16 espécies (11,03%). O levantamento fitossociológico foi realizado no mês de janeiro de 2008, utilizando a metodologia de parcelas, em quatro áreas: duas áreas do banhado com ação do gado e duas áreas cercadas onde o gado não teve acesso. O método consistiu em demarcar unidades amostrais em cada uma das áreas, utilizando um quadrado com 0,50m de lado. Para analisar a vegetação foram utilizados os seguintes parâmetros fitossociológicos: Cobertura Absoluta, Cobertura Relativa, Freqüência Absoluta, Freqüência Relativa e Índice de Valor de Importância de Cobertura (IVC). Além disso, foi calculada a diversidade, através dos índices de Shannon e inverso de Simpson e de eqüitabilidade de Pielou para cada área. A similaridade entre as duas áreas foi calculada pelo índice de Jaccard. Neste levantamento foram amostradas 51 espécies distribuídas em 33 gêneros e 18 famílias, das quais 20 foram comuns aos dois ambientes, 12 espécies foram exclusivas das áreas com gado e 19 espécies foram exclusivas das áreas sem gado. Não ocorreram diferenças significativas entre a área com influência e sem influência do gado, quanto à Freqüência Relativa e à Cobertura Relativa da vegetação. Entre o IVC das duas áreas foi encontrada uma correlação significativa e positiva. A menor cobertura vegetal observada na área com a influência do gado deve ser decorrente do pastejo e pisoteio do gado. Portanto, é importante que as áreas atingidas pelo pastejo intensivo do gado sejam manejadas através da redução da intensidade do pastejo.
URI: http://hdl.handle.net/10737/61
Appears in Collections:Ambiente e Desenvolvimento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jaqueline.pdf15,61 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in BDU are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.