Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/640
Title: Estudo do espaçamento do escoramento remanescente em lajes de concreto armado que provoquem ações de construção compatíveis com as de projeto
Authors: Dickel, Diogo Fernando
Keywords: Ações construtivas;Escoramentos;Lajes maciças
Issue Date: 26-Feb-2015
Abstract: Com o avanço dos recursos computacionais aplicados à análise de estruturas de concreto armado, têm-se modelos cada vez mais sofisticados, que buscam retratar a realidade dos processos executivos dessas estruturas. Assim também o avanço das técnicas construtivas tem propiciado uma redução dos ciclos de execução. No entanto, a execução das estruturas de concreto em ciclos rápidos implica em maiores solicitações que devem ser consideradas no projeto das estruturas ou nos procedimentos executivos. Sendo a movimentação ou remoção de apoios (escoramento e escoramento remanescente), uma das práticas adotadas para acelerar a execução, implicando em ações construtivas, este trabalho objetiva analisar diferentes geometrias e vinculações de lajes maciças de concreto armado, que recebem carregamentos uniformemente distribuídos e concentrados, oriundos de pontaletes, e determinar o espaçamento entre escoras remanescentes, compatíveis com as cargas de projeto. Para tanto, foi utilizado um software de uso comercial, como ferramenta de análise, calculando as solicitações das lajes maciças por analogia de grelhas no regime elástico linear, primeiramente para cargas de projeto, foi realizado o dimensionamento, transformadas as taxas de armadura em taxas efetivas, e em seguida verificado o momento máximo suportado para cargas de construção. Na segunda etapa foram calculadas as solicitações para cargas de construção, acrescidos os valores de carga concentradas, oriundas dos pontaletes. Percebeu-se que para lajes com dimensões pequenas, com um adequado espaçamento entre escoras, as considerações de projeto ficam adequadas, e para lajes com dimensões maiores, não atendendo ao afastamento mínimo entre escoras, fixado em 0,5m, realizou-se um estudo direcionado para recomendações de projeto, ampliando as combinações de ações com cargas de execução para cada situação.
URI: http://hdl.handle.net/10737/640
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014DiogoFernandoDickel.pdf4,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons