Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/641
Title: Reflexos da ampliação da área útil dos ambientes no custo final de uma edificação residencial
Authors: Gravina, Eduardo Brancher
Keywords: Custo;Orçamento;Área construída;Área útil;Área Privativa
Issue Date: 26-Feb-2015
Abstract: Um dos conceitos mais comuns aplicados no mercado de construção civil é o de que a redução de área construída é proporcional à redução de custos, principalmente quando se trata de edificações populares. Este trabalho faz a comparação entre dois projetos, arquitetonicamente similares, apenas com alteração de área de construção, situados em um terreno que comportaria ambos os projetos (não simultaneamente). Aumentou-se a área do projeto de 682,67m² (Projeto 1) para 742,43m² (Projeto 2), um incremento de 8,05% de área construída, priorizando a ampliação das áreas dos ambientes principais e secundários. Através de orçamentos discriminados fez-se uma comparação entre os dois projetos e os resultados constatados demonstraram que o orçamento do Projeto 2 apresentou um acréscimo de 4,02% em relação ao Projeto 1, desta forma, o custo aumentou 50% em relação ao aumento de área. Conclui-se então, que o aumento de custo não é proporcional ao aumento de área. O trabalho também observa a diminuição do custo de construção por m², sendo que o preço de m² construído resultou em 4,38% mais baixo que o inicial, o custo de m² privativo apurado apresenta uma queda de 5,32% e o custo do m² útil, uma redução de 6,23%.
URI: http://hdl.handle.net/10737/641
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014EduardoBrancherGravina.pdf25,23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons