Do sionismo à guerra do Yom Kippur – uma análise das quatro guerras Israelo-árabes

Imagem em miniatura
Data
2015-06-01
Autores
Konzen, Carina de Almeida
Título do periódico
ISSN
Título do Volume
Editor
Resumo
Este estudo tem como objetivo analisar as quatro guerras israelo-árabes de grande proporção, ocorridas dentro do âmbito da Guerra Fria, a saber: Guerra da Independência de Israel ou al-Nakbah, “o desastre”, para os árabes (1948), Guerra do Suez (1956); Guerra dos Seis Dias (1967) e Guerra do Yom Kippur, ou Ramadã, para os árabes (1973). O Oriente Médio é berço das três principais religiões monoteístas do mundo, o cristianismo, o judaísmo e o islamismo, e palco de lamentáveis e famigerados conflitos regionais entre israelenses e árabes, que aderem à violência em grande escala e perpetuam o abismo entre as tentativas mundiais em resolver os litígios e a inabilidade para a coexistência pacífica. O período enfocado vai de 1948 a 1973, entretanto, datas anteriores à Guerra de Independência e posteriores à Guerra do Yom Kippur são abrangidas para a devida compreensão de pressupostos e de consequências. A metodologia aplicada é a do método histórico que permite a análise do tema enfocado através da análise dos desdobramentos históricos. A técnica de pesquisa utilizada no presente estudo é a da revisão bibliográfica.
Descrição
Palavras-chave
Relações Internacionais, Guerra Fria, Oriente Médio, Conflito árabe-israelense
Citação
KONZEN, Carina de Almeida. Do sionismo à guerra do Yom Kippur – uma análise das quatro guerras Israelo-árabes. 2014. Monografia (Graduação em Relações Internacionais) – Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, jun. 2014. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/754.