Avaliação da Atividade Acaricida de Óleos Essenciais de Acanthospermum australe (Loefl.) O. Kuntze, Casearia sylvestris Sw e Pothomorphe umbellata (L.) Miq., em Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Tetranychidae)

Imagem em miniatura
Data
2009-06-22
Orientador
Ethur, Eduardo Miranda
Banca
Título do periódico
ISSN
Título do Volume
Editor
Resumo
O uso de compostos químicos sintéticos para o controle de pragas é amplamente utilizado no cultivo de plantas, os quais desfavorecem a estabilidade ecológica de sistemas naturais. Por serem menos agressivos e possuírem mais de um princípio ativo, os pesticidas naturais de origem vegetal podem minimizar as conseqüências indesejadas. Avaliou-se no presente trabalho o potencial acaricida dos óleos essenciais das espécies vegetais Acanthospermum australe, Casearia sylvestris e Pothomorphe umbellata, em duas concentrações de solução etanólica (0,5% e 2,0%), além da análise de compisição dos extratos destas plantas por cromatografia gasosa e espectrometria de massas. Na análise de composição das plantas, os compostos em maior concenctração encontrados foram ß-elemeno (31,7%) e α-humuleno (28,2%) em C. sylvestris, apiol (46,6%) e dill apiol (14,5%) em P. umbellata. Em A. australe o elemento com maior concentração (81,0%) não foi identificado. A atividade acaricida foi constatada para as três plantas, após 72 horas na concentração 2,0%. O óleo de Acanthospermum australe foi o que apresentou desempenho mais próximo do acaricida comercial utilizado como controle negativo.
Descrição
Palavras-chave
Acanthospermum australe; Casearia sylvestris; Pothomorphe umbellata; Tetranychus urticae; Óleos essenciais; Atividade acaricida
Citação
BECKER, Carolina. Avaliação da Atividade Acaricida de Óleos Essenciais de Acanthospermum australe (Loefl.) O. Kuntze, Casearia sylvestris Sw e Pothomorphe umbellata (L.) Miq., em Tetranychus urticae Koch, 1836 (Acari: Tetranychidae). 2008. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 15 maio 2008. Disponível em: http://hdl.handle.net/10737/84.
Licença