Use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10737/961
Title: Tessituras da docência em tempos de tecnologias de informação e comunicação
Authors: Bagatini, Fabrício Agostinho  Lattes
Keywords: Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs);Docência;Tessituras;Aprendência;Inteligência Coletiva;Redes sociais;Ciberespaço;Ensino Fundamental
Date of Defense: 24-Jul-2015
Issue Date: 8-Apr-2016
Citation: BAGATINI, Fabrício Agostinho. "Tessituras da docência em tempos de tecnologias de informação e comunicação". 2015. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ensino, Universidade do Vale do Taquari - Univates, Lajeado, 24 jul. 2015. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10737/961>.
Abstract: Tecer. Um constante fiar. A urdidura da trama a manter-se e refazer-se. Criar tessituras em docência. Tessituras da docência em tempos de Tecnologias de Informação e Comunicação. Este estudo procura investigar a docência em tempos de Tecnologias de Informação e Comunicação e inteligência coletiva (LÉVY, 1994). Para tanto, partiu-se da seguinte problemática: como os docentes estão trabalhando com o ensino e a construção do conhecimento em tempos de Tecnologias de Informação e Comunicação? O estudo tem como questões norteadoras: o docente, em meio a tantas transformações, tende a desaparecer nesses novos tempos ou continua sendo fundamental no processo de ensino e de aprendizagem? Qual a relação de discentes e docentes com as Tecnologias de Informação e Comunicação e como as compreendem? Os objetivos específicos visam verificar a influência e os impactos das TICs na prática da docência, a utilização das TICs como ferramentas de ensino, a relação do discente com as redes sociais na Internet e a influência destas no processo de aprendizagem. Além disso, procurou-se compreender hermeneuticamente as redes sociais da Internet no processo da linguagem e a utilização das TICs, do ciberespaço e das redes sociais nas aulas de Língua Portuguesa e História. Em termos metodológicos, trabalhou-se com uma pesquisa qualitativa, embora os dados obtidos nos questionários dos discentes tenham propiciado dados quantitativos, um estudo bibliográfico, que teve como linha mestre a obra do filósofo Pierre Lévy e uma análise hermenêutica e fenomenológica. Para coleta de dados, utilizou-se, com as docentes, uma entrevista semiestruturada e, com os discentes, um questionário de caráter aberto e fechado. Para tanto, foram entrevistados quatro docentes e foi aplicado um questionário com cinquenta e quatro discentes do 8º e 9º Anos do Ensino Fundamental de duas escolas, uma da rede estadual e a outra da rede municipal, de Capitão/RS/BR. Para catalogação dos dados, partiu-se do princípio de uma análise textual discursiva (MORAES; GALIAZZI, 2011), tendo sido criadas cinco categorias. Na trama desta investigação, verificou-se que discentes e docentes possuem visões diferenciadas do que sejam as TICs e ambos possuem dificuldade de compreendê-las. Observou-se que o docente acaba utilizando a formação como desculpa pela não utilização das TICs na sua prática docente e que o Laboratório de Informática é pouco utilizado também devido à questão de rotatividade no uso do espaço, à falta de monitores, ou à falta de tempo. Constatou-se que vem ocorrendo uma mudança em termos de linguagem, a exemplo das abreviações e utilização de emotions. Os docentes ainda enfatizam que os discentes, ao utilizarem as TICs para realizarem pesquisa ou temas, valem-se da prática copiar e colar. Os docentes concordam que não há mais uma centralização do saber na escola e no docente e que há controvérsias no que se refere ao docente na contemporaneidade e sua postura em tempos de Tecnologias de Informação e Comunicação.
Weaving. Constant spinning. The warp in the thread holding up and repeating itself. To create pitches in teaching. Teaching pitches in time of Information and Communication Technologies. This study seeks to investigate teaching in times of Information and Communication Technologies and collective intelligence (LÉVY, 1994). To do so, we set off from the following issue: how are teachers working on teaching and building knowledge in times of Information and Communication Technologies? The guiding questions for the study are the following: are teachers, in the midst of so many transformations, tending to disappear in these new times or are they still essential in the teaching and learning process? What is the relation between students and teachers and Information and Communication Technologies, and how do they understand them? The specific objectives aim at verifying the influence and impact of ICTs in teaching practiced, the use of ICTs as teaching tools, the relation between the student and social networks on the Internet, and the influence they have in the learning process. Additionally, we sought to hermeutically understand the social networks on the Internet in the language process and the use of ICTs, cyberspace, and social networks in the Portuguese Language and History classes. Methodologically, we worked with a qualitative research, though the data obtained from the students questionnaires provided quantitative data, a bibliographical study following the master line of philosopher Pierre Lévy’s work and a hermeneutic and phenomenological analysis. Data collection made use of a semistructured interview with teachers and an open and close character questionnaire with students. For such, four teachers were interviewed and a questionnaire was applied with fifty four students in the 8th and 9th Years of Elementary Education at two schools, one from the state and one from municipal network in Capitão/RS/BR. Data cataloging was based on the discursive textual analysis principle (MORAES; GALIAZZI, 2011), with the creation of five categories. From the thread of this investigation, we verified that teachers and students have different views of what ICTs are, and both face difficulties in understanding them. We observed that teachers end up using their formation as an excuse for not using ICTs in their teaching practices and that the Computing Laboratory is not used often also due to the turn around in the use of the space, lack of monitors, or lack of time. We found that a change is under way in terms of language, being examples the use of abbreviations and emoticons. Teachers also point out that students, when using ICTs to do research make use of the copy and paste practice. Teachers agree that there is no longer a concentration of knowledge in the school and the teacher, and that there is controversy regarding the teacher contemporarily and their standing in times of Information and Communication Technologies.
URI: http://hdl.handle.net/10737/961
Appears in Collections:Ensino

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015FabricioAgostinhoBagatini.pdf2,29 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons