Mestranda em Biotecnologia da Univates realiza pesquisa na Alemanha

Postado em 24/03/2017 09h30min

Por Tiago Silva

A mestranda em Biotecnologia em Saúde Stefani Natali Stoll, do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) da Univates, orientada pela professora doutora Márcia Goettert, esteve na Alemanha entre janeiro e fevereiro realizando pesquisas para sua dissertação de mestrado a ser defendida no fim deste ano. No Departamento de Química Medicinal e Farmacêutica da Universidade de Tübingen, Stefani analisou extratos de plantas e compostos isolados estudados na Univates.
 
“O objetivo é colaborar na busca por moléculas bioativas candidatas no desenvolvimento de novos fármacos, que atuem com maior seletividade”, explica Stefani. De acordo com pesquisas recentes, cerca de 80% das drogas produzidas para o tratamento do câncer são oriundas de produtos naturais ou de seus derivados sintéticos. “Por isso a importância de se estudar os produtos naturais e seus metabólitos”, salienta.
 
Os testes realizados na Alemanha são um seguimento da pesquisa que Stefani desenvolve no seu mestrado, realizado dentro do projeto “Biotecnologia e Farmacologia de Produtos Naturais” da Univates. “Na Universidade de Tübingen, realizei  testes de inibição enzimática in vitro pelo método de ELISA (do inglês Enzyme Linked ImmunoSorbent Assay), com os mesmos compostos estudados aqui. O intuito foi observar se essas substâncias possuem a capacidade de inibir proteínas específicas, relacionadas com doenças neurodegenerativas, autoimunes e inflamatórias crônicas”, detalha.
 
Intercâmbio de conhecimentos
 
A mestranda considera importante esse intercâmbio de conhecimentos em biotecnologia. “Toda a pesquisa que podemos desenvolver fora do país agrega conhecimentos tanto para nós, universitários, como para a comunidade acadêmica aqui da Univates”, afirma ela, que teve a oportunidade de trabalhar, na Alemanha, com o renomado cientista Stefan Laufer, diretor do Instituto de Química Farmacêutica e presidente da Sociedade Farmacêutica Alemã.
 
O professor doutor Laufer é membro correspondente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), autor de mais de 350 publicações, membro do conselho editorial do Journal of Medicinal Chemistry e coordenador do Centro Interdisciplinar de Farmacogenômica e Pesquisa Farmacêutica (ICEPHA) na Universidade de Tübingen, onde também dirige o Centro Brasil (Brasilien-Zentrum), que estimula estudos binacionais entre o Brasil e a Alemanha.
 
O grupo de pesquisa coordenado pela professora Márcia, no PPGBiotec, e o  Departamento de Química Medicinal de Tübingen são parceiros desde 2012, quando a professora concluiu seu doutorado e pós-doutorado na universidade, sendo implementada, desde então, forte colaboração com o grupo de pesquisa de Laufer.
 
“A área de biotecnologia cresceu muito nos últimos anos. Na Europa e nos EUA, por exemplo, é uma área que já está consolidada e no Brasil vem ganhando espaço na área da indústria, no desenvolvimento de novos fármacos e na modificação genética de alimentos, entre outros, que possam trazer benefícios à vida humana”, contextualiza a mestranda Stefani Stoll.
 
Inscrições abertas
 
A Univates está com inscrições abertas para mestrado e doutorado em Biotecnologia, em aulas que ocorrem em sextas-feiras à noite e sábados pela manhã. As inscrições podem ser feitas, até o dia 14 de junho, pelo site www.univates.br/ppgbiotec/processo-seletivo.
 
Texto: Tiago Silva

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Notícias Relacionadas