Modelo Embrapii de inovação industrial é abordado em palestra no Tecnovates

Postado as 2018-10-11 16:05:29

Por Natália Bottoni

Pereira divulgou as oportunidades para as empresas que queiram desenvolver projetos de inovação

Ana Amélia Ritt

Na tarde desta quinta-feira, dia 11, o diretor de Operações da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), Carlos Eduardo Pereira, palestrou na Univates. O momento, que ocorreu no Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates), reuniu representantes de empresas, em especial os envolvidos em projetos relacionados ao desenvolvimento de novos produtos ou processos, pesquisadores da Instituição e demais interessados.

Esta foi a primeira vez que o modelo Embrapii foi apresentado na região. “Por intermédio de suas 42 unidades, selecionadas entre as melhores instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) brasileiras, a Embrapii apoia o desenvolvimento de projetos de pesquisa no que se refere à criação de produtos inovadores”, garante Pereira. O profissional, que é também professor da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), afirma que o principal objetivo da empresa é atender às demandas de organizações para que se tornem mais competitivas.  

Ana Amélia Ritt

A Embrapii reconhece as oportunidades de exploração das sinergias entre instituições de pesquisa tecnológica e indústrias, a favor do fortalecimento da capacidade de inovação brasileira, atuando por meio da colaboração entre organizações de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas. No seu quarto ano de operação, já realizou mais de 550 projetos com mais de 400 empresas, o que demonstra sucesso do modelo proposto de interação.

O profissional divulgou as oportunidades para as empresas que queiram desenvolver projetos de inovação. Das mais de 400 organizações atendidas, não há nenhuma na região. Além disso, foram divulgados exemplos de propostas já concretizadas. O palestrante esteve à disposição dos participantes da atividade para conversar sobre possibilidades de projetos, que podem ser contratados diretamente com as unidades da Embrapii, não havendo a necessidade de esperar editais de submissão.