Aluna do PPGAD realiza doutorado-sanduíche na Itália

Postado as 2018-11-08 18:03:44

Por Natália Bottoni

Natália Bottoni

Em 20 de novembro deste ano, a doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD) da Univates Janaíne Trombini embarca para a Itália em busca de mais conhecimento para acrescentar na sua tese de doutorado. Ela volta ao Brasil em abril de 2019.

“História Ambiental em espacialidades Ítalo-Brasileiras: um comparativo entre territórios do norte italiano e de colonização do Vale do Taquari”, pesquisa orientada pelo professor doutor Luís Fernando da Silva Laroque, compara as relações com o ambiente e as atividades agropecuárias entre os italianos de regiões do norte da Itália e os imigrantes italianos e seus descendentes na região de colonização no Vale do Taquari, durante os anos de 1870 e 1950. A investigação deve estar finalizada até 2020. Ela está vinculada ao projeto “Identidades étnicas em espaços territoriais da bacia hidrográfica Taquari-Antas: história, movimentações e desdobramentos socioambientais”, do PPGAD.

Divulgação

A maioria dos imigrantes italianos e seus descendentes estabelecidos na região de colonização do Vale vem do norte do país, de Trentino, Vêneto e Lombardia. É onde Janaíne estará cursando disciplinas de história ambiental e meio ambiente, na Università Ca’Foscari Veneza, fazendo levantamento documental em arquivos e pesquisa de campo com famílias residentes nas proximidades. Em janeiro deste ano, a aluna, que é descendente de imigrantes italianos, esteve no país italiano e conheceu a universidade que frequentará nos próximos meses. A pesquisa, coorientada no estágio sanduíche pelo professor Luís Fernando Beneduzi, ajudará no conhecimento sobre história ambiental dos italianos, para o ensino como na formação histórica do Vale, tendo em vista que há poucos trabalhos que abordam a perspectiva ítalo-brasileira.

“O trabalho analisa o ambiente da produção agropecuária com foco nas atividades ítalas trazidas para cá, as mantidas e aquelas que se modificaram ou se atualizaram no território com o passar do tempo”, explica Janaíne. A estudante pretende observar as características ambientais do norte italiano, a vida dos agricultores e as atividades agropecuárias realizadas do século XIX até o XX, comparando-as com as características do norte do Vale do Taquari.

Estar na Itália representa uma contribuição científica na aprendizagem, conforme avalia Janaíne. “A vivência intercultural com famílias italianas e o contato com estudantes e pesquisadores de universidades europeias possibilitarão um enriquecimento humano e aprofundamento de questões teóricas”, declara.

A ida de Janaíne para a Itália está sendo oportunizada pelo Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) da Capes.