TV Univates: 10 anos de parceria com a região do Vale do Taquari

Postado as 22/07/2019 08:48:34

Por Lais Pontin Matos

Tuane Eggers

Fundada em 22 de julho de 2009, a TV Univates vem, desde então, empregando esforços para disponibilizar conteúdo televisivo credível e de qualidade aos seus telespectadores. Dez anos atrás, a primeira equipe de colaboradores da emissora universitária envolveu-se no processo de desenvolvimento de uma grade de programação que deveria informar, entreter e transformar. Os profissionais planejaram, criaram, acertaram e, de realização em realização, conseguiram dar forma ao quebra-cabeça audiovisual que hoje reflete imagens, vozes e vieses comunitários.

O professor do curso de Jornalismo e diretor do Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCHS) da Univates, Leonel José de Oliveira, acompanhou a fase de concepção e implementação da emissora universitária. “Na época, eu atuava nas disciplinas ligadas à parte de audiovisual e telejornalismo do curso de Comunicação Social da Instituição. Pude conferir a instalação de laboratórios, o gradativo crescimento da estrutura e, especialmente, da qualidade do que se produzia na área. A demonstração de que éramos capazes de produzir internamente bons materiais a partir dos estúdios e de nosso laboratório de captação e edição de imagens foi um fator importante para que a Universidade decidisse investir no canal de televisão”, lembra.

TV Univates

Oliveira foi o primeiro coordenador da TV Univates e permaneceu no cargo até dezembro de 2012. Ele teve o privilégio de acompanhar de perto o crescimento da emissora e o desenvolvimento dos estudantes e dos profissionais com quem trabalhou. “Querer fazer o melhor e se propor a produzir conteúdo de qualidade exige muito das pessoas, tanto profissionalmente quanto na perspectiva das relações humanas. O time que colocou o canal no ar era formado por gente muito jovem, novata em muitas coisas, mas extremamente competente. O dia a dia era vivido com intensidade”.

Fazendo uma retrospectiva, o docente destaca duas mudanças significativas que remodelaram a emissora universitária em uma década. “Cito a ampliação dos vínculos institucionais, especialmente a partir da criação da Rede Prosa (proposta que objetiva a troca de experiências, a capacitação de profissionais e estudantes de Comunicação Social e o estreitamento de projetos entre canais de televisão comunitários associados a instituições gaúchas de ensino superior), e, também, a migração do sinal da TV Univates para os meios digitais”, explica Oliveira

Canal atua como janela entre Universidade e comunidade regional

O publicitário Alex Bender Leiza integrou o primeiro quadro de colaboradores da TV Univates. Ele recorda as circunstâncias que caracterizaram a fase inicial do projeto. “Nossa equipe de trabalho era enxuta, composta de quatro pessoas. Começamos utilizando o canal 15 da NET, que até então transmitia somente conteúdos da rádio da Universidade. Em termos de atrações, tínhamos o telejornal da Univates, o Audiômetro e o programa Centros. Conseguimos estabelecer uma parceria com o Canal Futura que nos garantiu uma grade de programação 24 horas via satélite, além das ‘janelas’ de produção com temáticas locais”.

Leiza, que hoje é supervisor de operações e produção da TV Univates, ressalta o caráter comunitário da emissora.

Somos o único canal produtor e exibidor de conteúdo audiovisual jornalístico e cultural do Vale do Taquari. Atuamos como uma ‘janela’ entre a Universidade e os moradores da região. Nossa TV é um meio de comunicação que ultrapassa o âmbito institucional.
Alex Bender Leiza, supervisor de operações e produção da TV Univates

A diplomada em Jornalismo pela Instituição Gabriela Junqueira Quevedo foi a primeira pessoa a assumir a bancada do telejornal da Univates. Ela descreve essa experiência profissional como a mais linda de sua vida. “Como na época nossa equipe era pequena, precisávamos dar um jeito de fazer tudo, desde carregar tripé até apresentar e ancorar o programa. Aprendi demais e tive portas abertas para novas experiências em minha profissão, tornei-me uma jornalista completa”.

“As pessoas querem e precisam ter um espaço para se assistirem”

Tuane Eggers

Com o passar do tempo, a equipe profissional da TV Univates cresceu. Hoje o veículo emprega 12 colaboradores. Segundo o atual coordenador da emissora universitária, Sandro Luís Kirst, o time de funcionários concentra-se rotineiramente em ampliar parcerias com os cursos de graduação da Instituição. “Estamos atentos, também, aos projetos sociais promovidos pela Universidade e, de forma geral, a todos os acontecimentos que sejam relevantes no contexto regional”, acrescenta. 

Foi em janeiro de 2010 que o jornalista Marcus Staudt chegou a Lajeado, vindo da cidade de Pelotas, para trabalhar na TV Univates. “Tinha muitas expectativas, pois tratava-se de uma emissora universitária nova que possuía uma demanda legal de conteúdos voltados à comunidade”, confessa. Durante os anos seguintes, Staudt tornou-se editor-chefe da área de jornalismo da TV, apresentou programas e participou de transmissões ao vivo. 

O jornalista acredita que uma das missões da TV Univates é proporcionar formação técnica adequada aos estudantes para que eles possam enfrentar o mercado de trabalho depois de concluírem a graduação. "Além disso, a emissora presta um grande serviço à comunidade regional. As pessoas querem e precisam ter um espaço para se assistirem”, completa.

Ana Amélia Ritt

Sandro Luís Kirst, atual coordenador da TV Univates, e Marcus Staudt, apresentador e responsável pela área de jornalismo da emissora universitária

Juliana Pisoni, colega de Staudt na emissora, conta que, em março de 2017 resolveu candidatar-se a uma vaga de trabalho na TV, pois até então só havia tido experiência profissional em mídia impressa e desejava conhecer outras áreas do jornalismo. “Não pensei duas vezes quando a oportunidade surgiu. Fiz os testes, passei na seleção e fui contratada”. Atualmente Juliana apresenta, de segunda a sexta-feira, o telejornal da Univates e também exerce atividade como repórter, saindo às ruas para desenvolver pautas de interesse local. 

Para Juliana, os conteúdos veiculados na emissora universitária são plenamente capazes de despertar a atenção dos telespectadores.

Já criamos um vínculo com a comunidade do Vale do Taquari. Apesar de a sede da TV estar localizada nas dependências da Universidade, em Lajeado, seguidamente realizamos coberturas jornalísticas em outros municípios da região,
Juliana Pisoni, apresentadora do telejornal da Univates

Artur Dullius

 

Kirst destaca que uma programação especial e vinhetas comemorativas foram postas no ar em alusão ao aniversário de 10 anos da emissora universitária. “Nosso compromisso é com a qualidade do que produzimos. Desejamos, cada vez mais, estabelecer elos com a comunidade, prestando serviços que façam a missão da Univates ser atingida”, finaliza o coordenador.