Univates integra iniciativa colaborativa CDIO

Postado as 18/12/2019 14:50:06

Por Nicole Morás

 

O modelo de ensino baseado nos eixos Conceber, Projetar, Implementar e Operar (CDIO em inglês) tem proporcionado a aprendizagem diferenciada de estudantes de cursos de engenharia de universidades de todo o mundo que integram uma rede colaborativa, incluindo a Universidade do Vale do Taquari - Univates. A Instituição foi aceita recentemente pela CDIO e é a única da região Sul do Brasil a integrar a rede, que conta ainda com outras cinco universidades brasileiras.

Tuane Eggers

 

Ao participar da rede, a Univates busca qualificar os processos de ensino e aprendizagens por meio de inovações pedagógicas que vão ao encontro do projeto de personalização do ensino da Universidade. Para isso, o processo de implantação da metodologia na Univates teve início efetivamente em 2018, quando representantes da Universidade participaram da reunião anual da CDIO América Latina. Após o evento, o projeto foi aprovado pelo Conselho de Centro (Concen) do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (Cetec). Com isso, em 2019 foi implantado o Fórum de Inovação nos cursos do Cetec. Além disso, a Instituição recebeu a visita de um representante da CDIO Brasil em abril de 2019. 

Divulgação

De acordo com o professor Luis Antônio Schneiders, essa visita permitiu que o representante da CDIO conhecesse a Univates e pudesse avaliar as iniciativas realizadas na Instituição. “A partir disso, no segundo semestre de 2019 tivemos a implantação e a consolidação de algumas ações, como os projetos integradores, nos quais os estudantes realizam atividades, além do Technology Day e do Baja.

 

Schneiders explica que a etapa final consistiu na defesa da Univates em participar da CDIO, o que ocorreu em novembro, no Chile. “Após todas essas etapas, recebemos a carta de recomendação para integrarmos essa rede colaborativa voltada à qualificação dos cursos de engenharia em âmbito mundial e à formação de profissionais para as próximas décadas”, afirma.

O professor acrescenta que integrar a CDIO permite o acesso dos professores a projetos realizados em todo o mundo, os quais poderão ser aproveitados na Univates. “Através dessa metodologia os estudantes têm ainda mais vivências com a prática, o que contribui para uma formação mais ampla que contemple as questões técnicas de saber fazer e também as humanísticas, relacionadas às atitudes do estudante enquanto profissional e cidadão”, avalia. 

Comemoração em dobro

Além de comemorar a integração à CDIO, a Univates recebeu recentemente os resultados da avaliação do Ministério da Educação (MEC). A Univates é a melhor universidade privada do Sul do Brasil no conceito graduação. Em nível nacional, a Instituição figura como a terceira melhor universidade privada nesse conceito. Em relação ao Índice Geral de Cursos (IGC), a Univates é a 3ª melhor universidade privada da região Sul do País e a 6ª melhor universidade privada do Brasil. A Instituição manteve-se com nota 4 no IGC, considerada excelente pelo MEC (em uma escala de 1 a 5). Pouco mais de 20% das instituições do País alcançaram o índice de excelência (notas 4 e 5), ficando a maioria (63%) com conceito satisfatório (nota 3).