AGORA
NO AR
Formaturas ocorrem nas próximas semanas
CARREGANDO
carregando...
CARREGANDO ...
A SEGUIR
Formaturas ocorrem nas próximas semanas
CARREGANDO
carragando ...

Notícias

05 Novembro de 2018

Projota em ritmo acelerado

Em tempos em que tudo no mundo artístico tem vida curta, a trajetória do rapper Projota se mostra bem diferente. O paulistano José Tiago Sabino Pereira, de 32 anos, volta cheio de novidades, tanto na música, como também no cinema. No momento, ele está lançando nos serviços de streaming uma composição nova, intitulada “A Voz e o Violão”, e no mês que vem estará fazendo uma participação especial no aguardo longa Seqüestro Relâmpago.
 
“A Voz e o Violão” é mais um single que deverá fazer parte do novo disco do artista, que será lançado somente em 2019, ainda sem título definido. Projota esclarece que a estratégia é a seguinte: ir juntando canções para já antecipar o clima do álbum, que será o sucessor do bem sucedido A Milenar Arte de Meter o Louco (2017). “Já lançamos ‘Sr. Presidente’ e agora estamos divulgando ‘A Voz e o Violão'", fala.  “Ainda este ano, ou no começo do outro, deveremos ter mais um single, e posteriormente, o álbum completo”. O rapper adianta que este disco terá a marca registrada dele, juntando faixas românticas, canções políticas e, também trazendo canções falando de superação.
 
Sobre a música nova, Projota comenta que é uma faixa mais suave e romântica, e que foi inspirada nos sentimentos que ele nutre pela noiva. O vídeo foi gravado em Peruíbe, litoral paulista, como ele explica: “Queríamos algo diferente”, fala. “Gravamos na praia, mas escolhemos um dia nublado. Usamos roupas de frio. A nossa intenção era buscar um clima europeu para contar esta história”, conta. Uma curiosidade sobre o vídeo é que ele é uma produção quase toda feminina. A diretora Mariana Zdravca, que faz parte da Nuvem Filmes, criou a #shootlikeagirl, um movimento para as mulheres terem mais voz na indústria audiovisual.  O coletivo tem como intenção incentivar o poder feminino dentro da área de vídeo.
 
No momento, Projota ainda colhe da repercussão da faixa “Sr. Presidente”, onde ele fala:  “Sr. Presidente, esse país 'tá doente/Nosso povo já não aguenta mais”. O rapper procura não comentar o recente embate entre Fernando Haddad e o presidente recém-eleito Jair Bolsonaro. Ele diz que a faixa, na verdade, serve para todas as ocasiões, não importa quem esteja no poder. “A gente percebe no país um momento delicado de divisão. Espero que não vire guerra”, fala. Ele segue: “Antigamente, tinha o rock e a MPB passando o recado. Mas a responsabilidade hoje de comentar todo este lance social está com o rap. Eu posso não entender de política, mas eu vejo as dificuldades ao redor e dou a minha contribuição. Veja bem: eu cantei ‘Sr. Presidente’  no programa do Faustão. As sementes estão sendo plantadas”.
 
Mesmo com tanta coisa acontecendo em sua vida, Projota procura permanecer ciente da cena do rap de São Paulo. Ele é oriundo do Lauzane, bairro da zona norte da cidade. O rapper comenta: “Antigamente, por causa da força do Racionais MC’s e do Sabotage, a zona sul era o ponto focal do rap de São Paulo”, fala. “Mas nestes últimos anos, a zona norte deu uma levantada com o Emicida, Rashid, comigo, e outras figuras de nossa geração”.
 
Hoje, quando muitos artistas se viram apenas com YouTube e mídias sociais, Projota trabalha como um artista à antiga. Ele lança discos físicos, tem contrato com uma grande gravadora – no caso, a Universal Music - e tem todo um esquema empresarial em volta dele. Ele corresponde à confiança é depositada nele: “Eu sempre fui um cara muito responsável”, admite. “Sou muito pontual, nunca perdi um vôo. Procuro chegar antes de todo mundo”. Projota também se cuida, como diz: “Tomo conta da minha voz e do meu corpo. Eu nunca perdi um único show em minha vida. Uma vez, quebrei a perna. Fiz os shows de muleta, com gesso na perna. Sou assim mesmo, sempre focado em tudo o que faço”.
 
Outra coisa que Projota curte são as redes sociais, em particular o Instagram. “É a melhor rede, para mim, a mais completa”, diz. “Lá, dá para colocar as fotos, fazer comentários e interagir com o pessoal. Também curto o Snapchat”. 
 
Enquanto divulga as novas músicas, Projota também se prepara para estrear no cinema. Em novembro, ele estará no drama Sequestro Relâmpago, filme da cineasta Tata Amaral. O longa gira em torno de uma garota de classe média (Marina Ruy Barbosa), que acaba sequestrada por dois bandidos inseguros (Daniel Rocha e Sidney Santiago Kuanza). No meio da correria, o trio tromba com o personagem de Projota.
 
“Eu simplesmente amo cinema”, ele exclama. Projota diz que ainda está estudando muito para ser ator, participando de oficinas e aceitando ofertas para atuar. Recentemente ele participou da série Carcereiros, exibida pela Rede Globo. Já para atuação em Sequestro Relâmpago, ele teve que aprender a dançar. “Eu tive que fazer algumas aulas de forró”, diz. Na cena em que participa, ele acaba trocando alguns passos com Marina Ruy Barbosa. “Nós filmamos em uma comunidade da zona sul de São Paulo. Mas a sequência é muito intensa, tem conflito”, fala Projota. A cantora Linn da Quebrada também está nesta sequência do filme. “Eu não a conhecia, mas foi muito legal trabalhar com ela”, ele completa.

Fonte: Rolling Stone

Clique para ampliar