BARREIRAS COMUNICACIONAIS NO ATENDIMENTO EM SAÚDE DA POPULAÇÃO SURDA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v14i3a2022.3157

Palavras-chave:

Surdez, Pessoas com Deficiência Auditiva, Barreiras de Comunicação, Assistência Integral à Saúde

Resumo

O estudo teve como objetivo verificar as barreiras comunicacionais e suas consequências no atendimento em saúde da população surda. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura que propôs uma reflexão sobre as dificuldades comunicacionais no atendimento em saúde por parte da população surda. Os critérios de inclusão foram: artigos publicados nos últimos 5 anos, em português, espanhol ou inglês, que contemplassem o tema proposto. Foram encontrados 387 artigos nas bases de dados selecionadas, dos quais 13 selecionados para esta pesquisa. As principais dificuldades foram a falta de conhecimento em Libras, falta de paciência dos profissionais de saúde, o desconforto e a falta de autonomia do surdo nas consultas. Frente ao exposto, torna-se necessário que os profissionais de saúde sejam capacitados em Libras para proporcionar qualidade na assistência, conforto e empoderamento ao surdo referente às demandas de saúde.

Biografia do Autor

Deborah Aguiar da Silva, Centro Universitário de Brasília

Acadêmica de Enfermagem do Centro Universitário de Brasília (CEUB), Brasília, Distrito Federal, Brasil

Roberto Nascimento de Albuquerque, Centro Universitário de Brasília (CEUB)

Enfermeiro. Mestre e Doutor em Enfermagem. Professor Titular do curso de Enfermagem do Centro Universitário de Brasília (CEUB), Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Downloads

Publicado

16-11-2022

Como Citar

DA SILVA, Deborah Aguiar; ALBUQUERQUE, Roberto Nascimento de. BARREIRAS COMUNICACIONAIS NO ATENDIMENTO EM SAÚDE DA POPULAÇÃO SURDA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Destaques Acadêmicos, [S. l.], v. 14, n. 3, 2022. DOI: 10.22410/issn.2176-3070.v14i3a2022.3157. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/3157. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde