Interfaces

Objetivo Geral:

Debater e refletir sobre temas humanísticos, culturais e estéticos diversos na comunidade regional, incluindo estudantes de graduação como mediadores em processos de intervenção comunitária e acadêmica, a fim de possibilitar a interlocução entre diversos saberes, contribuindo assim para o diálogo entre universidade e comunidade.

Atividades desenvolvidas:

Meta 1: Realizar cursos vespertinos, envolvendo estudantes de graduação da IES em atividades extensionistas a ser proposta pelo estudante e a ser desenvolvida na sua comunidade. Serão oferecidas 15 vagas, com encontros quinzenais, na quinta-feira, no horário das 17h às 18h30min.
Meta 2: Realizar eventos integrando as diferentes faces deste projeto ao longo do ano, apresentando e debatendo as produções audiovisuais desenvolvidas durante o ano de 2016. Os eventos serão desenvolvidos na Univates e direcionados aos estudantes, professores e funcionários da Univates, além da comunidade em geral. No mês de março será trabalhado o documentário sobre a Mulher; no mês de junho, sobre o Meio Ambiente; no mês de setembro, sobre o Pensamento Nômade e no mês de outubro, sobre as Migrações. A meta é atingir 100 pessoas em cada evento.
Meta 3: Realizar, de forma rotineira (no mínimo uma vez por mês), programas na rádio e/ou TV Univates, envolvendo as faces do projeto, chamado de Interfaces “cult”.
Meta 4: Ofertar 2 oficinas de formação em direitos humanos com 15 vagas cada, aberta para professores e alunos da IES e comunidade;
Meta 5: Organizar dois grupos de estudo, com e ação sobre Direitos Humanos com 8 (oito) encontros cada um e disponibilizando-se 15 vagas, que terão como propósito realizar intervenções extensionistas na comunidade;
Meta 6: Manter parceria com o Projeto Interdisciplinar (PI), com vagas para cinco alunos do CCHS em ambos os projetos concomitantemente;
Meta 7: Proporcionar ações de acolhimento e orientação para mulheres vítimas de violência na Comarca de Lajeado/RS. A meta é atender 50 mulheres e familiares, no entanto dependerá de demanda externa;
Meta 8: Envolver 10 alunos de Direito e Psicologia no processo de identificação e análise dos aspectos envolvidos nas situações de violência de gênero das mulheres acolhidas e familiares (conforme meta n.º 7), promovendo contato e articulação com instâncias jurídicas e com a rede de atenção à saúde, assistência social e educação, a fim de proporcionar o acesso aos direitos da mulher;
Meta 9: Organizar um grupo de estudos e ação de gênero dentro da universidade, com 15 vagas para alunos do CCHS e CCBS ;
Meta 10: Estabelecer parceria com o SAJUR-UNIVATES, a fim de prestar orientações jurídicas sobre violência doméstica e questões envolvendo as necessidades dos imigrantes, com seus respectivos desdobramentos. Para tanto, haverá a capacitação de 15 alunos, os quais desenvolverão suas atividades no SAJUR, no Foro da Comarca de Lajeado, DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e/ou junto à comunidade.
Meta 11: Disponibilizar uma oficina intitulada “Terceiro setor”, com o objetivo de enfrentar a dicotomia público-privado: o terceiro setor no campo político-econômico, a comunidade como sujeito coletivo: o terceiro setor no campo social, e apresentar as figuras jurídicas do terceiro setor. Serão capacitados no máximo15 estudantes de graduação, para a compreensão e consequente desenvolvimento das metas apresentadas em atividades colaborativas junto da comunidade/ou, na comunidade, com o intuito de disseminar funções públicas (insubstituíveis) da sociedade.
Meta 12: Disponibilizar, em parceria com o Observatório Social de Lajeado, um curso de capacitação em Educação Fiscal, capacitando os estudantes da Univates e membros da comunidade em geral para que sejam disseminadores do tema Educação Fiscal, através de intervenções, junto à comunidade de Lajeado.
Meta 13: Ofertar oficinas/minicursos/atividades/workshops de comunicação e educação ambiental explorando métodos participativos com públicos diversos, tendo-se como meta atingir 200 participantes ao longo do ano;
Meta 14: Promover a agenda de extensão semestral com atividades (grupos de estudos, oficinas, saraus, entre outros) realizadas na Univates e abertas ao público interno e externo, buscando atingir um número aproximado de 300 participantes.
Meta 15: Realizar o II Seminário Nacional Formação Pedagógica e Pensamento Nômade: currículo, criação e heterotopias e I Seminário Internacional Formação Pedagógica e Pensamento Nômade, buscando atingir um número mínimo de 300 participantes.
Meta 16: Promover atividades de formação aos bolsistas do Projeto Interfaces e demais alunos e professores interessados, tais como grupo de estudos e performances, buscando atingir um número aproximado de 20 participantes.
Meta 17: Promover oficinas de formação docente para professores de Educação Básica, das escolas parceiras da face Formação Pedagógica e Pensamento Nômade, buscando atingir um número aproximado de 50 participantes.

Público-alvo:

Estudantes, comunidade interna da Univates e público em geral

Coordenador(a):

Bianca Corbellini Bertani

Equipe de trabalho:

Jane M. Mazzarino
Priscila Pavan Detoni
Daniel Granada Silva da Ferreira
Júnior Roberto Willig
Angélica Munhoz
Morgana Domênica Hattge
Mariane Inês Ohweiler
Claudia Horn
Fabiane Olegário
Luciana Turatti
Flávio Meurer
Márcia Solange Volkmer

bolsistas
Larissa Móras
Eduarda Marques
Laís Menezes


CONTATO

Setor A - Prédio 7 - Sala 321-2
Email: biancabertani@univates.br
Fone: (51) 3714-7000 - Ramal 5098