A DINÂMICA DA PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO SOCIAL DOS PRODUTORES DE MAMONA VINCULADOS AO PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DE BIODIESEL

Maria das Dôres Saraiva de Loreto, Haudrey Germiniani Calvelli, Érika Cristine Silva

Resumo


O presente trabalho examina a dinâmica da produção e reprodução social dos arranjos produtivos de mamona, na Região Nordeste do Brasil. A pesquisa fez uso do método survey, entrevistando 50 agricultores, vinculados ao Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (2012-2015). Resultados mostraram que, apesar de o programa ter potencializado maior adensamento societário, por meio do Selo Combustível Social e do Projeto de Polos de Produção de Biodiesel, os agricultores familiares da Região Nordeste têm enfrentado problemas para transformar a produção de mamona, em grande parte extrativa, em um cultivo organizado, por estarem inseridos em uma agricultura de subsistência, com pouco conhecimento técnico e gerencial. Conclui-se que a produção do biodiesel pela agricultura familiar somente poderia fomentar a formação de arranjos produtivos locais sustentáveis, caso as ações do PNPB estivessem atreladas a outras políticas sociais, tecnológicas e ambientais.

Palavras-chave


Arranjos produtivos agroenergéticos, Produção, Reprodução Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-036X.v24i1a2017.1163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Maria das Dôres Saraiva de Loreto, Haudrey Germiniani Calvelli, Érika Cristine Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: