Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Intercambista da Univates em Portugal

Rafaela Schwertner - Psicologia

 
Em 2017 realizei um sonho que há anos me acompanhava: me aventurar no exterior. No segundo semestre, embarquei rumo a uma das experiências mais ricas e fascinantes que a vida me proporcionou. Meu destino: Leiria, Portugal. O país foi escolhido devido à familiaridade com o idioma.
Fomos em um grupo de 10 alunos da Univates. Chegando lá nos dividimos pois alguns alunos ficaram no alojamento do Instituto Politécnico de Leiria e outros tiveram que alugar um apartamento. Durante quase seis meses morei com cinco brasileiros que até então eu não conhecia. Com o passar dos dias fomos nos conhecendo e nos adaptando à nova rotina. Durante o período de intercâmbio dividimos alegrias, angústias e novas experiências. 
Minha adaptação em Portugal foi muito tranquila. Apesar de a cultura ser mais regrada os portugueses foram muito receptivos e sempre estavam dispostos a auxiliar no que fosse necessário. Leiria é uma cidade com muitos intercambistas, ou seja, diariamente convivíamos com pessoas de vários cantos do mundo. 
No Instituto Politécnico de Leiria cursei três disciplinas. Fui muito bem recebida pelos colegas e professores. Confesso que no início o processo de integração e entrosamento é um pouco desconfortável. No entanto, é enriquecedor ter a oportunidade de sair da sua zona de conforto e se abrir para uma nova forma de ver o mundo. 
Durante minha estadia no velho mundo conheci muita gente, entre eles brasileiros (muitos!), espanhóis e portugueses. Sempre que possível buscávamos nos encontrar, fazíamos almoços e jantares, nas quais apresentávamos a cultura do país de orgiem de cada um. Aproveitei também para conhecer alguns países da Europa, e, sim, meu intercâmbio foi um sonho realizado. 
Passar um tempo fora do Brasil e me permitir ver o mundo com outros olhos me fez amadurecer por dentro e por fora. Com toda certeza, voltei diferente! Mais confiante, mais flexível e com uma percepção de vida muito mais futurista. 
 
“Fazer intercâmbio é se desapegar do seu mundo por um tempo” (autor desconhecido).
 
Clique para ampliar

Diários Relacionadas