Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Evento: XXV Conferência Internacional em Aprendizagem (The Learner) - Grécia

Prof.ª Jamile Weizenmann - Arquitetura e Urbanismo

A XXV Conferência Internacional em Aprendizagem (The Learner), organizada pelo Common Ground, ocorreu em Atenas, na Grécia, de 21 a 23 de junho, na Universidade de Atenas, tendo como objetivo principal a discussão sobre a educação em tempos de austeridade e tumulto social. Participar deste congresso foi uma grande experiência profissional e pessoal. O grande desafio pessoal parte de transformar a solidão em uma comunidade, ou seja, você pode optar em ficar sozinho durante todo o evento e fazer a sua parte, ou pode aproveitar a oportunidade e conhecer pessoas, realidades distintas, ampliar os domínios sobre o mundo e trazer muito conhecimento para refletir junto aos pares. Para isso, o domínio da língua inglesa foi essencial para mim, o que me permitiu transitar e participar das discussões, expor opinião e contribuir. Sinto que não se pode mudar o mundo ou aplicar tudo que vi, mas pequenas ações e reflexões certamente serão possíveis. Também é bom para vermos que diante do mundo inteiro, estamos no caminho certo. 
 
A discussão sobre os caminhos do ensino, nos mais diferentes níveis de educação, foi fundamental para refletir sobre a prática docente e agregar valores significativos às nossas futuras ações.  O trabalho apresentado no evento buscou compartilhar as estratégias de melhoria na qualidade de ensino de Arquitetura e Urbanismo no Brasil, especialmente na UNIVATES, expondo a nova proposta curricular do curso, integrada e com mais fomento à interdisciplinaridade, bem como abordou o projeto de capacitação de diplomados para incitação à docência, o PROCADI. O Congresso envolveu mais de 32 países. Em síntese, a grande contribuição do evento resume-se a palavra COMUNIDADE, pois em tempos de crise e de encontro de diferentes culturas, englobando níveis sociais distintos, tanto nas escolas como nas universidades, é preciso pensar em estratégias que promovam o senso de coletividade, de respeito ao outro e de trabalho conjunto. O evento contou com mesas de debate sobre metodologias e pedagogia da educação, ações de mentoria ou residência na formação de professores, inovação e tecnologia do ensino, programas de formação de líderes, estratégias inclusão social, devido aos processos migratórios atuais, inserção de novas políticas de avaliação do ensino e ainda, debates sobre Ensino à distância.
 
Por fim, destaca-se que para sobreviver aos desafios contemporâneos, não importa o país, seja no Japão, Brasil, México, Estados Unidos, Israel, entre outros, todos estão pensando em ações para a educação, que fomentem a coletividade, a aprendizagem por pares, criem comunidades, redes de educação, que tenham o objetivo de formar profissionais com capacidade de transformar seus conhecimentos conforme as demandas sociais e culturais de cada país ou região e saibam agir eticamente frente aos desafios que irão enfrentar.
Clique para ampliar

Diários Relacionadas