Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Intercambistas da Univates em Portugal

Tauana de Freitas - Relações Internacionais - Portugal 2019B

"Sempre tive em mim o sonho de realizar um intercâmbio, a possibilidade de estudar em outro país, viajar o mundo e enfrentar novos desafios. Motivada ainda mais pelos amigos e familiares, eu embarquei nessa aventura cujo destino se tornou Leiria, Portugal. 
 
Acreditava que por compartilhar da mesma língua e por os portugueses terem feito parte da nossa história, encontraria aqui algo muito semelhante com a minha cidade no Brasil, mas não. Portugal possui os seus costumes, suas gírias, sua cultura e modo de agir, de se relacionar. Mesmo com as dificuldades, tive de me adaptar ao modo de vida português e me dispor a compreender e fazer parte disso tudo. Ainda, minha cidade é universitária e por isso recebe alunos do mundo todo. Além das aulas de graduação, tenho feito aulas de inglês, língua chinesa, e estabelecido relações de amizades que jamais imaginaria. 
 
Saí da minha zona de conforto ao não dispor das facilidades de morar com meus pais, de ter de me virar sozinha em todos os aspectos e descobrir que há um porto seguro dentro de nós mesmos. Me permiti fazer e sentir coisas que jamais imaginaria, encontrar uma nova Tauana dentro de mim. Alguém muito intensa, que não é monótona, que gosta do novo, dos detalhes, do que faz a diferença no dia a dia. Antes mesmo de vir para o intercâmbio prometi a mim mesma que estaria de braços abertos para o mundo, para essa aventura. Livre de preconceitos, de medos, anseios, quaisquer que fossem, e assim eu o tenho feito. Aprendi não somente a sentir mais, mas também a expressar esses sentimentos, descobrir em outro alguém um “abraço-casa”. Hoje compreendo que mesmo que venhamos de lugares diferentes, somos capazes de sentirmo-nos bem recebidos e amados longe do nosso lar.
 
Vivendo aqui tenho visto a vida seguir no Brasil como uma espectadora. Isso fez com que minhas concepções sobre algumas coisas mudassem radicalmente e ressignifiquei muitas relações já estabelecidas no Brasil. Vou voltar uma Tauana diferente, com novos planos de vida, imensa vontade de voltar para Leiria (nem fui embora e já sinto saudades), e me orgulho disso. 
 
Por já ter declarado possuir o desejo de um dia morar no exterior, meus pais e eu lidamos com a distância e a saudade de uma forma tranquila. Tenho em mim a vontade de eles estarem aqui pra poder sentir a felicidade que eu emano por esta oportunidade, a qual eles, bem como a Univates, foram essenciais para a realização. 
 
Pude, nos períodos de férias e feriados, viajar para outros países Europeus e também da África para abranger ainda mais minha experiência. Sabe aqueles enfeites decorativos que temos em casa da Torre Eiffel e das cabines telefônicas de Londres? E quando você estuda sobre aquele acontecimento histórico, mesmo no ensino médio, que ocorreu em certo local e tem a chance de conhecê-lo? E já pensou em entrar na cozinha para aquecer sua comida no microondas e se deparar com várias pessoas falando em chinês, tentando ensinar essa língua pra você? Descobrir que você é capaz de se comunicar em espanhol sem nunca sequer ter estudado essa língua? Ouvir de uma portuguesa a seguinte frase ao dizer que vais embora em Fevereiro: “Mas e eu? Como vou ficar?”? Perceber que o Brasil é motivo de orgulho sim e que somos, dentro das limitações territoriais de um país, uma miscigenação linda que é exemplo pra muita gente? ISSO É INCRÍVEL! 
 
Idealizei o intercâmbio de uma forma e ao chegar notei que nada era como eu imaginava e quem diria, essa é a melhor parte! O intercâmbio é a vida real na sua maior intensidade. É autoconhecimento, perrengues, momentos de plena felicidade; é aprender que o difícil e os imprevistos te ensinam, e que a vida é um presente em vários sentidos. Por isso tenho vivido cada momento como se fosse o último e aproveitando o quanto posso. Meu único arrependimento do intercâmbio é não ter me inscrito antes. Desejo que todos um dia possam ter a experiência que eu estou tendo. Que sonho realizado! Obrigada, obrigada e obrigada!"
Clique para ampliar

Diários Relacionadas