OS CAMINHOS DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NA ATENÇÃO BÁSICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v11i3a2019.2260

Palavras-chave:

terapias complementares, saúde pública, Brasil

Resumo

O estudo teve o objetivo de discutir acerca dos processos de implementação das Práticas Integrativas e Complementares no SUS, fomentando subsídios teóricos sobre a temática, por meio de uma revisão integrativa, na qual realizou-se levantamento de artigos científicos, durante o mês de Março, do ano de 2019, nas bases de dados: Medline via Biblioteca Virtual de Saúde (Bireme), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs). Os descritores utilizados foram ¨Terapias complementares¨ AND ¨Saúde pública¨ AND ¨Brasil¨, todos presentes no Descritores da Ciência da Saúde (DESC). Foram encontrados 501 artigos, 334 na Lilacs e 166 na Medline. Após a leitura dos títulos foram excluídos 436 artigos, restando 65 artigos. No decorrer do processo de seleção, 35 artigos, após leitura do resumo, também foram excluídos. Dos 35 artigos selecionados, 02 foram excluídos por repetição e 23 por não atenderem a temática proposta pelo presente estudo após a leitura na íntegra. Compuseram a amostra final, 05 artigos. Os estudos comprovam a eficácia das práticas integrativas e complementares na atenção básica e na melhora da qualidade de vida da população. Observa-se pelo descrito nos trabalhos selecionados que, mesmo sendo uma política eficaz, ainda há falta de conhecimento sobre as práticas integrativas e complementares na saúde, bem como, pouca adesão dessa política no município pelo gestor.

Downloads

Publicado

19-11-2019

Como Citar

SANTOS, Andresa Coloia dos; CUNHA, Eunice de Fátima Soares da. OS CAMINHOS DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NA ATENÇÃO BÁSICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Destaques Acadêmicos, [S. l.], v. 11, n. 3, 2019. DOI: 10.22410/issn.2176-3070.v11i3a2019.2260. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/2260. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde