CARACTERIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER POR MEIO DA NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA EM LAJEADO-RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v14i3a2022.3210

Palavras-chave:

Notificação de Doenças, Violência contra a Mulher, Pessoal da Saúde

Resumo

A violência contra a mulher não é um fenômeno recente, e uma das estratégias para enfrentá-la é sua notificação. O objetivo do estudo foi descrever as características da violência contra as mulheres notificada no município de Lajeado, entre 2010 à 2019. Trata-se de um estudo ecológico, com análise quantitativa, por meio de dados disponibilizados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) a partir da plataforma DATASUS (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil). Os resultados revelam que as notificações aumentaram ao longo do período estudado, com a um total de casos de violência física de 1515 casos (45,32%), em que 658 casos haviam sido efetuados pelo cônjuge (47,85%); além disso, a faixa etária mais acometida foi de 20-29 anos (35,07%), principalmente em mulheres brancas (2.586 mulheres - 85,54%) e com ensino fundamental incompleto 1.096 (44,92%). Desse modo, a violência contra a mulher é uma problemática complexa, subnotificada no Brasil, sendo urgente a capacitação e sensibilização dos profissionais da saúde quanto ao seu papel na identificação e atendimento às vítimas, de modo que, com as notificações, se contribua para políticas e ações eficazes no enfrentamento à violência contra a mulher.

Biografia do Autor

Natália Ana Lang da Silva, Universidade Vale do Taquari- UNIVERSIDADE

Área da Saúde

Eduarda Oliveira, Universidade Vale do Taquari- UNIVERSIDADE

Área da Saúde

Downloads

Publicado

16-11-2022

Como Citar

LANG DA SILVA, Natália Ana; OLIVEIRA, Eduarda; LEMOS, Nadiane; TRINDADE, Fernanda. CARACTERIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER POR MEIO DA NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA EM LAJEADO-RS. Revista Destaques Acadêmicos, [S. l.], v. 14, n. 3, 2022. DOI: 10.22410/issn.2176-3070.v14i3a2022.3210. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/3210. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde