MANUFATURA ADITIVA NA FUNDIÇÃO DE CHUMBO: UM ESTUDO DE CASO NA FABRICAÇÃO DE UM MOLDE DE SILICONE

Autores

  • Hernani Valentini Instituto Federal de Santa Catarina
  • Carlos Alfredo Gracioli Aita Instituto Federal de Santa Catarina
  • Marcelo André Toso Instituto Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v15i4a2023.3456

Palavras-chave:

Instrumentação Mecânica, Fundição, Molde, Silicone

Resumo

A manufatura aditiva ou impressão 3D produzem peças a partir da adição de material, geralmente camada sobre camada. Este processo difere-se de métodos tradicionais de fabricação, que consistem na retirada sucessiva de material. O presente artigo propõe a elaboração de um molde de fundição permanente, de baixo custo, para realizar a fabricação de contrapesos de chumbo do tipo garra baixa. Para isso, foram fabricados dois modelos por meio da manufatura aditiva, um modelo produzido pelo método de modelagem por deposição fundida e o outro pelo método de processamento digital por luz. Posteriormente, a partir destes modelos, foram construídos dois moldes com a utilização de borracha de silicone, que suporta temperaturas de até 360 ºC. Após a construção dos moldes, foram realizados testes de fundição de chumbo para analisar o comportamento destes. Utilizando um sistema de aquisição de dados e um termopar, constatou-se que a maior temperatura que o molde é submetido durante a fundição do contrapeso de chumbo, é, em média, 167 ºC. Conclui-se que o molde de silicone produzido (classificado como permanente) apresenta resistência adequada durante a fundição de chumbo, tornando-se uma alternativa de baixo custo, frente aos processos convencionais de fabricação frequentemente utilizados.

Biografia do Autor

Hernani Valentini, Instituto Federal de Santa Catarina

Engenheiro Mecânico, trabalha na indústria metalmecanica.

Carlos Alfredo Gracioli Aita, Instituto Federal de Santa Catarina

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Xanxerê, atuando nos cursos de Engenharia Mecânica , Técnico em Mecânica e cursos de Qualificação Profissional . Possui curso Técnico em Mecânica pelo Colégio Industrial de Santa Maria (CTISM/UFSM-2009), Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM-2015) e Mestrado em Engenharia pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA-2017) e atualmente é aluno de Doutorado no Programa de Pós Graduação em Engenharia Mecânica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PROMEC - UFRGS). Atuou como Técnico em Laboratório/ Área: Mecânica na Universidade Federal do Pampa de 2014 - 2018. Atualmente é Coordenador do Curso de Engenharia Mecânica do Câmpus Xanxerê.Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Projetos de Máquinas e Fabricação Mecânica.

Marcelo André Toso, Instituto Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de Passo Fundo (2010), Mestrado (2012) e Doutorado (2016) em Engenharia Mecânica na área de Mecânica dos Sólidos, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Atuou como professor Adjunto na Universidade do Vale do Taquari, Univates, Lajeado / RS (2013 a 2016).

Também atuou como professor Adjunto A na Universidade Federal de Santa Maria, UFSM (2016 a 2017). Atualmente é professor no Instituto Federal de Santa Catarina, campus Xanxerê.

Downloads

Publicado

27-12-2023

Como Citar

VALENTINI, Hernani; AITA, Carlos Alfredo Gracioli; TOSO, Marcelo André. MANUFATURA ADITIVA NA FUNDIÇÃO DE CHUMBO: UM ESTUDO DE CASO NA FABRICAÇÃO DE UM MOLDE DE SILICONE. Revista Destaques Acadêmicos, [S. l.], v. 15, n. 4, 2023. DOI: 10.22410/issn.2176-3070.v15i4a2023.3456. Disponível em: https://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/3456. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Exatas e Tecnológicas